SÉRIES

Better Call Saul voltou mais Breaking Bad do que nunca

Author

A quarta temporada de Better Call Saul estreou na Netflix no dia 7 de agosto, e é justo dizer que a série voltou com tudo. Aliás, para um show que muita gente via como uma iniciativa caça-níqueis para faturar no embalo do sucesso de Breaking Bad, Better Call Saul vem se tornando uma excelente série e, hoje, tem mais semelhanças do que nunca com o programa que a originou.

Better Call Saul voltou mais Breaking Bad do que nunca

Antes de você ir adiante neste post, considere-se avisado: nos parágrafos abaixo, há informações sobre o primeiro episódio da quarta temporada. Em outras palavras, ALERTA DE SPOILER.

Dito isto, seguimos adiante com BCS e seu brilho próprio. Apesar de ter a história levemente presa à de Breaking Bad, os roteiristas de Better Call Saul conseguiram uma narrativa própria quando escolheram contar a origem de Saul. Ao longo de três temporadas, vimos, como espectadores, como Jimmy McGill vem se transformando no cínico advogado Saul.

No começo, não parecia tão semelhante com a história de Breaking Bad, mas isso vai ficando mais claro aos poucos. As duas séries mostram personagens que tentam levar uma vida honesta, mas apanham de todos os lados. Em algum momento, desistem e mudam o rumo de suas histórias. Walter White o fez descobrindo como fabricar a metanfetamina mais pura da região e aprendendo a lidar com traficantes.

Jimmy, por sua vez, tentou praticar o direito e ajudar pessoas de bem, mas sempre encontrou obstáculos que o impediram de fazê-lo. Agora, a morte de seu irmão (e quase inimigo) Chuck no primeiro episódio da quarta temporada parece ter sido o limite. O momento mais forte do capítulo vem no diálogo final com Howard, que se sente culpado pela morte de Chuck.

O advogado conta a Jimmy sobre a briga que teve com Chuck por causa das negociações com uma seguradora (negociações que, lembremos, foram ais complicadas por causa do próprio Jimmy) e como a discussão teria levado Chuck a se matar. “Acho que ele fez o que fez por minha causa”, diz Howard, com o peso de toda a culpa do mundo em seus ombros.

É aí que Jimmy responde, sem compaixão alguma: “Bem, Howard, acho que essa cruz você vai ter que carregar.” Lembram de quando Walter viu Jane morrer em Breaking Bad e não fez nada para impedir? É quando fica óbvio que a transformação, ainda em andamento, é um processo sem volta. Hoje, Better Call Saul é tão brilhante quanto e mais Breaking Bad do que nunca.