OUTROS

Essa empresa aérea está pensando em usar aviões sem janelas

Author
Essa empresa aérea está pensando em usar aviões sem janelas

No fim de 2017, a Emirates, uma das empresas aéreas mais bem avaliadas no planeta, inaugurou janelas virtuais. Na prática, são telas de LED que mostram o lado de fora do avião por meio de imagens captadas com câmeras de fibra óptica. Agora, o entanto, a empresa pensa em uma mudança muito mais radical.

A ideia agora é experimentar aviões sem janelas. Por quê? Porque a medida economizaria à empresa milhões de dólares. Sem janelas, aviões ficam mais leves e gastam menos combustível. E combustível, a gente sabe bem, não anda barato em nenhum lugar do mundo. A IAIA, Associação Internacional de Transporte Aéreo, espera um aumento no preço do combustível de 25% só em 2018. Além disso, haveria uma redução até nos custos de construção dos aviões.

Essa empresa aérea está pensando em usar aviões sem janelas

Segundo Tim Clark, presidente da Emirates, as janelas virtuais (veja na imagem acima) não deixariam os passageiros “no escuro”. “Imagine que você está embarcando em um avião sem janelas, mas quando você chega do lado de dentro, existem janelas. As aeronaves ficam mais leves e podem voar mais rápido e vão queimar menos combustível.”

Um obstáculo para isso é a questão da segurança. É essencial que os passageiros possam ver o que há do lado de fora para que, em casos de perigo, possam observar um eventual problema numa turbina ou algum perigo em caso de pouso de emergência. Janelas virtuais podem parar de funcionar, o que deixaria os passageiros às cegas.

Aos passageiros curiosos ou ansiosos para ver o que vai acontecer, resta esperar e ver o que fala mais alto: a segurança ou a economia das empresas aéreas.