NOTÍCIAS

Ismaily deve ser levado a sério e tem chances reais de ir à Copa

Author
(Imagem: Divulgação / Shakhtar Donetsk)
(Imagem: Divulgação / Shakhtar Donetsk)

Quando a CBF anunciou sua convocação, a primeira reação de jornalistas e torcedores oscilou entre estranheza e piadas. Escondido no Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, o lateral-esquerdo Ismaily é desconhecido do público brasileiro. O nome, inspirado no filme Smiley (1956, lançado no Brasil como Jogos da Vida"), fez o atleta ser chamado até de "uma carinha sorridente na Seleção".

Mas que ninguém se deixe enganar: Ismaily é um lateral de qualidade que terá testes de fogo e pode, sim, fazer parte do grupo de Tite que vai disputar a Copa do Mundo da FIFA na Rússia, daqui a alguns meses.

-----

Esse é um dos lados dessa história. Veja outro:

-----

A primeira coisa a saber é que Tite não tirou Ismaily do nada. Não, o lateral não estava na relação inicial que vai disputar amistosos contra Alemanha e Rússia, mas estava, sim, no radar do técnico da Seleção. No próprio dia da convocação, o treinador citou o lateral, dizendo, com todas as letras, que Ismaily estava "jogando muito".

Tite e sua comissão ficaram impressionados com o desempenho de Ismaily na Champions League, onde o Shakhtar enfrentou adversários como Manchester City, Napoli, Feyenoord e Roma. O lateral teve boas atuações e bons números. Comparado, por exemplo, a Alex Sandro, Ismaily interceptou mais passes, driblou mais e deu o mesmo número de chutes a gol. Segundo o site GoalPoint, o lateral do Shakhtar teve média 5,83, contra 5,57 de Alex Sandro.

Também é preciso considerar, sim, a possibilidade de Ismaily estar na Copa. Aparentemente, os dois laterais-esquerdos de Tite eram Marcelo (Real Madrid) e Filipe Luís (Atlético de Madri). Este se lesionou e pode não se recuperar a tempo. Alex Sandro (Juventus) era a opção seguinte, mas este também se lesionou, o que abriu as portas para Ismaily. Se o jogador do Shakhtar render bem contra Alemanha e Rússia, pode ultrapassar Alex Sandro na preferência de Tite e ficar dependendo da recuperação de Filipe Luís. Sua ida à Rússia não é tão improvável assim.

Por isso, Tite acertou, sim, ao levá-lo para os amistosos. Sem a certeza de contar com o lateral do Atlético de Madri, é preciso ver Ismaily em ação com a camisa da Seleção para saber o que esperar dele em jogos grandes. E nenhum jogo vai ser maior antes da Copa do que o confronto com a Alemanha. Serão dois confrontos que darão a Tite uma noção melhor sobre o que fazer em relação à lateral esquerda antes do Mundial. O timing não poderia ser melhor.