DINHEIRO

Saiba por que as ações da Netflix despencaram

Author

A segunda-feira, 16 de julho de 2018, foi um dia de pânico para os acionistas da Netflix. As ações da empresa despencaram, deixando todo mundo desesperado e desconfiado em relação à capacidade de a empresa seguir aumentando seu número de assinantes no longo prazo.

Saiba por que as ações da Netflix despencaram

Foi na segunda-feira que a Netflix anunciou seus números do segundo quarto de 2018. O serviço de stream conseguiu mais 5,15 milhões de assinantes no período. Se você acha que é muito, engana-se. O número é bastante inferior ao que a própria Netflix projetava, que era somar 6,2 milhões de assinantes.Trata-se do período de menor adesão de assinantes desde o primeiro quarto de 2017. Na época, a Netflix também deixou de alcançar sua meta.

O CEO da Netflix tentou conter a preocupação, chamando o período de "forte, mas não estelar". O executivo, contudo, não citou um motivo para os resultados aquém do esperado. E, por via das dúvidas, anunciou uma meta mais modesta para o terceiro quadrimestre de 2018: aumentar o número de assinantes em 5 milhões - 650 mil nos EUA e 4,35 milhões no resto do mundo.

O grande problema é que os investidores já questionam há muito tempo a capacidade da Netflix de continuar crescendo sua base de usuários enquanto segue aumentando o preço do serviço. O resultado de segunda-feira foi visto por alguns como um indício de que a a Netflix não vai mesmo seguir crescendo em grande ritmo por muito tempo. Por isso, as ações caíram até 14%.