OUTROS

Um professor deu uma linda lição depois que uma aluna dormiu na sua aula

Author
Um professor deu uma linda lição depois que uma aluna dormiu na sua aula

Aconteceu na cidade de Chaney, no estado americano de Washington, quando uma aluna dormiu em uma aula. Cena comum em qualquer escola do mundo. Incomum mesmo foi a reação do professor, um cidadão chamado Monte Syrie. Em vez de acordá-la e dar uma bronca ou mandá-la para a sala do diretor, o professor deixou a menina dormir. E, mais tarde, comentou a situação no Twitter, em uma sequência de posts. Veja o que ele escreveu:

“Meg pegou no sono na aula ontem. Eu não levei para o lado pessoal. Ela tem matemática cedo, tarefas de menina de fazenda, cansaço de correr no [revezamento] 4x400, raiva adolescente e várias outras coisa para lidar. Minha aula é só uma parte de sua vida, não a sua vida. Não, ela não usou bem o tempo na aula de ontem. Ela não ajustou sua redação. Ela sabia disso. Eu sabia, mas não a massacrei por isso. Não precisava. Ela me mandou um email às 9 a noite. Por conta própria. Eu seu que todos nós aceitamos essa ideia de que existe uma maneira certa de fazer as coisas, e deixar garotos dormirem em aula está fora desses limites. Eu entendo e não estou sugerindo que tornemos isso uma parte permanente da rotina, mas estou sugerindo que podemos confiar em nossa instinto algumas vezes, mesmo se isso for contra a tendência, talvez especialmente se for contra a tendência porque não estou convencido de que a norma pensa no melhor para os jovens. Em uma turma diferente, Meg talvez tivesse dormido na aula e não se importado com a redação, mas ela não estava numa aula diferente; ela estava na minha aula. Minha sala. E na minha sala há várias coisas que eu POSSO fazer. Não posso controlar o mundo lá fora. Não posso oferecer a Meg uma aula de matemática mais tarde. Não posso alimentar os cavalos dela (muitos cavalos) de manhã ou de noite. Eu não posso correr seis provas de 300 metros por ela. Não posso apagar seus problemas de adolescente. Mas posso dar um alívio a ela. Ela não estava sendo rude ou desrespeitosa ontem, quando pegou no sono. Ela estava cansada, então lhe dei um alívio. Eu posso fazer isso. E quero acreditar, tenho que acreditar - ou minha vida é uma mentira, que isso terá retorno no fim. E fez. Meg fez a redação. Na verdade, por coincidência, ela me contou isso com orgulho quando nos encontramos no mercado às 6h45 esta manhã. Ela estava tomando café da manhã antes da aula de matemática das 7h10. Ela estava acordada desde as 5h, realizando tarefas.”

A história logo viralizou e ganhou muita atenção. Algumas pessoas criticaram o professor, mas a grande maioria das respostas foi positiva. “Isso me dá esperança porque me diz que muitos entendem e vivem o lado humano da educação”, disse o professor ao site Bored Panda.