De cada dez aves marinhas, nove possuem plástico no estômago

De cada dez aves marinhas, nove possuem plástico no estômago

Paulo24
Autor Paulo24
Meio Ambiente
Coleção Meio Ambiente
De cada dez aves marinhas, nove possuem plástico no estômago

Podemos dizer que todo mundo sabe da alarmante situação ambiental que vivemos atualmente, além de estarmos destruindo o planeta, também estamos eliminando a fauna. O WWF (Fundo Mundial da Natureza) afirmou que por meio de pesquisas, contataram que nove a cada dez aves marinhas possuem plástico no estômago.

Essa intoxicação da vida marinha ocorre pois diariamente, toneladas de lixo são despejadas no mar. Os animais não sabem distinguir corretamente o plástico de alimento. E como o estômago não consegue fazer a digestão, ele vai ficando preso até que o animal morra.

Para piorar ainda mais a situação, uma pesquisa feita pela Commonwealth and Scientific Research Organisation afirmou que em 30 anos o plástico estará presente no estômago de 99% das aves marinhas. O número de espécies também deve cair bastante, e as que sobreviverem estarão intoxicadas.

A pesquisa afirma também que até 2050, três quartos do mundo terão a presença de poluição ambiental. É preciso reverter essa situação com urgência.

Para os especialistas no assunto, a única maneira é rever totalmente o modo de descarte de materiais poluidores que temos hoje.

Muitas empresas alimentícias estão revendo sua forma de distribuir produtos descartáveis. Por exemplo, o uso de canudos de plásticos está sendo reduzidos, em alguns locais eles são até mesmo proibidos.

Criar produtos de embalagem que possam ser reutilizados é uma atitude válida, assim como criar outros com materiais facilmente decompostos pela natureza.

O problema é que essas mudanças estão ocorrendo de forma muito lenta, e as aves e outros animais não podem esperar. A situação atual onde o planeta se encontra é literalmente um ultimato, precisamos consertar as coisas imediatamente.

Metade dos vertebrados se foram nos últimos 30 anos

Uma outra pesquisa feita pela mesma instituição afirmou que aproximadamente 40% de todas as espécies de aves, peixes, mamíferos, repteis e anfíbios que existiam há 30 anos atrás desapareceram.

A causa desse sumiço é a interferência humana em florestas, oceanos e habitats naturais desses animais, assim como a poluição desenfreada.

O consumo descontrolado de produtos naturais vem destruindo o mundo, o planeta já está no limite e estamos à beira de uma catástrofe ecológica mundial.

A situação é ainda pior na América do Sul, por aqui aproximadamente 89% dos animais que existiam em 1970 não existem mais. A principal causa é o desmatamento da Amazônia, aqui temos a maior fronteira de desmatamento do planeta. Nos últimos 20 anos, cerca de 20% da floresta Amazônica desapareceu.

O desmatamento no Cerrado também é muito alto, e ele influi muito no meio ambiente, sendo que é lá onde 6 dos 8 maiores rios do país nascem na área.

Aliás, 62% das emissões de gases do efeito estufa ocorreram no Brasil por causa do desmatamento e da destruição do solo.

Uma das principais causas desse abuso da natureza é que o mundo é economicamente muito dependente de recursos naturais, e isso é algo que precisamos rever urgentemente.

Seja o primeiro a curtir!

Comentários

avatar

As pessoas também curtiram

Histórias relacionadas
1.Com apenas 17 anos, brasileira vence Olimpíada Europeia de Matemática
2.10 provas de que existem aliens na terra 
3.Dumbo: Qual a opinião do público sobre o filme 
4.Fatos curiosos sobre a nova temporada de Game of Thrones
5.A guerra entre a Mídia e Bolsonaro: 'Precisamos da mídia para que 'democracia não se apague'
6.Vingadores: Como escolheram qual personagem iriam morrer? 
7.Você sabe por que a moeda brasileira se chama Real?
8.Curiosos lugares exóticos pelo mundo para se arriscar, ou não.
9.OPINIÃO: Quem é mais ignorante? O “bolsonarista” ou o petista?
10.Após apelo do prefeito, Museu desiste de homenagear Bolsonaro em NY
500x500
500x500