ESPORTES

8 vídeos para um jovem saber por que o mundo sente tanta falta de Ayrton Senna

Author
8 vídeos para um jovem saber por que o mundo sente tanta falta de Ayrton Senna

Você pode amar Ayrton Senna tanto quanto Lewis Hamilton ou odiá-lo tanto quanto um fã do Nelson Piquet, mas o fato é que, 23 anos após sua trágica morte, o tricampeão mundial ainda causa comoção mundial. No Brasil e na Europa, milhares de fãs deixam suas homenagens nas redes sociais, mas uma geração mais nova talvez não entenda exatamente os motivos da mística de Senna. Por isso, aqui vão oito momentos marcantes da carreira de um dos melhores pilotos de todos os tempos:

Melhor volta da história

No GP da Europa, em 1993, Senna começou a corrida na quarta posição e caiu para a quinta na primeira curva. Porém, o brasileiro fez incríveis quatro ultrapassagens e terminou a primeira volta na liderança.

Saindo da 14a posição para a vencer a corrida e ganhar o título

Em 1988, disputando o título, o carro de Senna não funcionou na largada do GP do Japão. Ele conseguiu fazê-lo pegar acionando a embreagem, já que os primeiros metros da prova eram em uma descida, mas foi ultrapassado até ficar em 14o. E, sim, ele conseguiu ganhar a prova e o título, ultrapassando por fim o seu grande rival, Alain Prost.

A desclassificação polêmica em 1989

Senna e Prost disputavam o título novamente e bateram na volta 47. O francês saiu da prova, mas o brasileiro pediu ajuda para os fiscais da prova empurrarem seu carro, cortou a chicane e continuou, depois trocando o bico do carro e terminando na liderança, o que daria o título a Senna. Porém, ele foi desclassificado por ter cortado a chicane e Prost acabou sendo o campeão. Os fãs do brasileiro encaram a decisão como um tapetão organizado pelo então presidente da FIA, o francês Jean-Marie Balestre.

O "troco" em 1990

Mais um ano de rivalidade Senna-Prost e o brasileiro decidiu o campeonato causando uma batida entre os dois na primeira volta do GP do Japão de 1990. Como tinha uma vantagem de pontos no campeonato, Senna tornou-se o campeão. Os #haters do piloto brasileiro descrevem esta manobra como um péssimo exemplo de esportividade, enquanto seus fãs viram apenas uma vingança pelo que aconteceu no ano anterior.

Impressionando o mundo na chuva em Mônaco

A técnica e ousadia de Senna ficam claras no GP de Mônaco de 1984, primeira temporada do brasileiro na Fórmula 1. Largando em 13o, o brasileiro ultrapassou Prost na última volta e encerrou a corrida na primeira colocação, mas houve uma bandeira preta antes do final e o resultado válido foi o da penúltima volta. Mesmo assim, o mundo sabia que um gênio estava surgindo.

Salvando um colega que sofreu um acidente

Já um tricampeão mundial, Senna deixou seu carro no meio da pista no GP da Bélgica de 1992 e foi socorrer Erik Comas, que havia sofrido um acidente. Seu carro poderia explodir a qualquer momento e o brasileiro desligou o interruptor principal para evitar isso.

Ganhando o GP do Brasil com uma marcha só

Esta história é difícil de não conhecer, mas sim, Senna venceu seu primeiro GP no Brasil apenas com a sexta marcha. A galera foi ao delírio em Interlagos e o esforço do piloto foi tão grande, que ele precisou de ajuda para sair do carro e levantar o troféu no pódio.

Esta ultrapassagem maravilhosa contra o Damon Hill

Em 1993, Senna deu seu show no GP do Brasil com esta ultrapassagem humilhante para cima de Damon Hill. No ano seguinte, o piloto sofreria um acidente em Ímola que deu fim a sua vida aos 34 anos de idade.

Uma boa maneira de saber mais sobre o piloto é o documentário "Senna", que está no catálogo da Netflix. Sim, ele tem uma visão bem positiva sobre o homem que não era perfeito, mas deixou uma marca na história do esporte mundial.