OUTROS

O gosto agridoce das primeiras vezes

Author
O gosto agridoce das primeiras vezes

A maioria das coisas que sinto saudade não são coisas, são momentos. Tenho muita saudade de primeiras vezes, a ponto de tentar revivê-las na minha cabeça segundo a segundo. Nunca dá certo; minha memória é traiçoeira, minha criatividade cria novas impressões, aos poucos a emoção diminui e fica só uma lembrança do que foi. 

Só percebo o quanto foram primeiras vezes memoráveis quando eles já acabaram. Por isso, quando alguém me diz que vai fazer alguma dessas coisas pela primeira vez, sinto uma inveja boa, aliada a uma necessidade de aconselhar para que aproveite, memorize, se agarre a cada instante, porque é uma sensação indescritível que não volta mais.

Tenho particularmente saudade da primeira vez que:

- Fiquei obcecada em descobrir se o Adnan era culpado ou não em Serial
- Joguei Assassin's Creed 2
- Comi um hambúrguer da Tradi
- Peguei meu cachorro no colo e o senti dormindo no meu braço no caminho até em casa
- Passei no vestibular
- Vi a Megan Hilty cantando
- Me apaixonei e fui correspondida
- Andei na Paulista aberta à tarde
- Entrei no primeiro apartamento que aluguei, vazio, só com uma mochila
- Fiz uma viagem internacional sozinha
- Fiquei totalmente sem dinheiro, sozinha, em uma viagem internacional
- Tive a sensação de pertencimento a algum lugar
- Tive consciência da minha insignificância diante da grandeza do universo
- Assisti o Aerosmith tocar ao vivo, colada na grade
- Dancei durante uma chuva torrencial no Carnaval
- Descobri que uma amiga tinha engravidado
- Fui contratada no meu emprego dos sonhos
- Quitei minhas dívidas
- Fui homenageada na formatura por ser a melhor aluna da sala
- Chorei a madrugada inteira e acordei tranquila
- Nadei pelada com meus melhores amigos
- Fui aplaudida no meio da cena
- Percebi que as plantas que achei no lixo estavam dando brotos
- Decidi ir embora
- Decidi ficar
- (continua)