A Disney vai derrubar a Netflix?

A Disney vai derrubar a Netflix?

A Disney vai derrubar a Netflix?

É possível que os estúdios Disney acabem criando um desafio à altura da Netflix, a grande marca dos modelos de streaming: e eles não estão tão longe disso!

Após a aquisição da monumental 21st Century Fox, que já foi propriedade do bilionário australiano Rupert Murdoch, não há dúvidas de que o céu é o limite para esse que é hoje o mais lucrativo estúdio de cinema do mundo, com uma receita em 2018 de mais de US$ 59,6 bilhões de dólares.

A pioneira no ramo de animação – e que muitos até esquecem que foi quem abriu as portas para o lúdico e fantástico no cinema – quer finalmente tornar-se a líder global de conteúdo cinematográfico e de entretenimento.

A Disney vai derrubar a Netflix?

Da Branca de Neve a Breaking Bad: a revolução dos estúdios Disney

A Disney deverá ser o maior conglomerado de entretenimento do mundo. E quem garante isso é Steven Cahall, uma espécie de “guru” da RBC, que já até faz projeções de quanto a Disney deverá desembolsar, anualmente, para manter-se no topo: cerca de US$ 30 bilhões de dólares!

É esse o montante estimado de gastos, que também levam em consideração a aquisição do serviço de streaming “Hulu”, uma concorrente da Netflix, e que é uma união de forças entre as gigantes ABC, NBC e Fox.

E agora, segundo os seus acionistas, a Disney já está pronta para colocar no mercado mais 700 novos produtos, entre documentários, filmes, shows, seriados, e tudo mais que possa caber no coração da agora “grande mãe” do entretenimento mundial.

Como a estrutura da Disney pode derrubar a Netflix?

Sem dúvida, o principal trunfo da Disney é a sua estrutura e know-how adquiridos ao longo dos seus quase 100 anos de história.

Para se ter uma ideia do que essa estrutura representa, calcula-se que só com os seus famosos cruzeiros, passeios de aventura, concursos, parques temáticos, entre outros eventos semelhantes, a empresa consiga arrebanhar um exército de quase 50 milhões de assinantes.

São verdadeiros parceiros da gigante, e que agora também serão brindados com os episódios de “Simpsons” (incluídos em seu catálogo) e com todas as produções da influente “Star Índia”, o maior conglomerado de mídia da Índia, e que agora também pertence à Disney.

Somam-se a esses trunfos, as franquias da Marvel e Star Wars; a presença de Deadpool e Avatar, também em seu catálogo; os quase 18 milhões de assinantes da Hulu, entre outras aquisições.

A Disney vai derrubar a Netflix?

As aquisições podem resultar em um incremento de até 30% no valor das ações da Disney, que já atinge os incríveis US$ 105,4, mas que poderá saltar para US$ 136,00.

Seja o primeiro a curtir!

Comentários

avatar

As pessoas também curtiram

Histórias relacionadas
1.Quem dorme tarde vive menos, afirma pesquisa
2.Homem vai ao supermercado e descobre R$ 120 bilhões em sua conta
3.Americano do boxe usa calção com muro de Trump e é derrotado por mexicano
4.Reveja a trajetória de Emilia Clarke - A mãe dos Dragões em Game Of Thrones: 
5.O mundo está em luto - Ataque no Sri Lanka deixa mais de 200 pessoas mortas: 
6.Opinião: A hipocrisia do cidadão de bem na Páscoa
7.Masterchef: como o Reality mudou a forma do brasileiro ver a comida 
8.Quais são os canais de TV mais famosos do mundo?
9.Após apelo do prefeito, Museu desiste de homenagear Bolsonaro em NY
10.Noruega recusa bilhões para preservar o ambiente, Bolsonaro quer explorar Amazônia
500x500
500x500