MÚSICA

Finalmente vários clássicos do funk melody estão nos serviços de streaming

Author
Finalmente vários clássicos do funk melody estão nos serviços de streaming

(foto MC Andinho: divulgação)

Sou grande fã da música "Corpo Nu", da dupla Vinicius e Andinho, e volta e meia procurava ela no Spotify, uma vez que a única maneira de escutá-la nas redes era em um vídeo no YouTube ilustrado por imagens do filme Titanic.

Não é um problema muito grave, mas quando você está fazendo uma playlist para uma festa, por exemplo, fica complicado ter que botar uma versão de "Corpo Nu", da banda Carrossel de Emoções, que faz releituras de clássicos do funk, ou um medley do MC Sapão, no qual ele cantava duas músicas do Claudinho e Buchecha antes de chegar em "Corpo Nu". Não é a mesma coisa do que ter o material original bonitinho na sua playlist.

O problema foi resolvido. Encontrei a versão original de "Corpo Nu" na minha última busca naquela plataforma de streaming. A canção vem em uma coletânea do DJ Marlboro chamada Funk Brasil Relíquias, que conta com três volumes nas redes. "Glamurosa", do MC Marcinho, e "A Distância", de Márcio e Goró, e "Montagem do Desesperado (Ah! Eu Tô Maluco)", do Movimento Funk Clube, estão no volume 1. "Rap do Silva", de MC Bob Rum, e o próprio "Corpo Nu" estão no volume 2. "Som de Preto", de Amilcka e Chocolate, "Um Morto Muito Louco", de Jack e Chocolate, e "Me Leva", do Latino, estão no volume 3.

Claro que ainda é pouco para toda a belíssima discografia do funk, principalmente o dos anos 90, que ainda é o mais difícil de ser encontrado. Porém, parece que aos poucos os clássicos estão aparecendo nas plataformas de streaming. O disco do Copacabana Beat com o clássico "Mel da Sua Boca" está na íntegra no Spotify. O do You Can Dance (grupo que revelou o dançarino global Fly) com os sucessos "Anjo" e "Te Quero Tanto" também.

No entanto, queremos mais. O funk melody é muito rico para ficar tão obscuro na internet. O ritmo que tinha letras de temática romântica e era um subgênero do freestyle precisa ser conhecido pelas novas gerações. É inadmissível que a versão de "A Desconhecida", clássico do brega, feita por Mister Mu, não apareça no Spotify.

Por enquanto, além das discografias do You Can Dance e Copacabana Beat, podemos nos deliciar com discos dos sucessos nacionais Latino e Claudinho e Buchecha. Na esperança de um futuro promissor e que honre o funk melody nas redes.

Ouça o Funk Brasil Relíquias: