MÚSICA

Podemos esperar que o disco de Camila Cabello seja melhor que Fifth Harmony?

Author
Podemos esperar que o disco de Camila Cabello seja melhor que Fifth Harmony?

(Divulgação/Montagem)

Enquanto o tão aguardado disco solo de Camila Cabello não sai, só nos resta especular se ele será melhor do que o lançado pelas suas ex-companheiras de Fifth Harmony.

Sem dúvida, um dos grupos mais talentosos na arte de criar hits radiofônicos de qualidade, o (agora) quarteto perdeu muito com a saída de Camila e lançou o seu disco menos inspirado desde o seu surgimento no X-Factor, em 2012. Na época, o Fifth Harmony parecia apenas uma resposta feminina para o sucesso do One Direction (também arquitetado por Simon Cowell), mas as moças foram muito além e praticamente lideraram um novo movimento de "girl power" que tomava conta das paradas por volta de 2014 e 2015. Além disso, sucessos como "Miss Movin´ On", "BO$$" e "Work From Home" sempre tiveram o frescor de hits pop perfeitos com versos e refrões que artistas consagradados passam a vida inteira perseguindo.

Fifth Harmony, o disco homônimo do grupo desse ano, conta com o talento das quatro remanescentes (Lauren, Normani, Dinah e Ally), porém sem o brilho que as consagrou. O primeiro single do álbum, "Down", por exemplo, parece uma tentativa de fazer uma nova "Work From Home" (enquanto a anterior tinha a participação de Ty Dolla $ign, a nova conta com o rapper Gucci Mane). Porém, "Work From Home" ainda tinha a mágica inicial do 5H de colocar nas rádios algo que parecia totalmente novo e de acordo com nossos tempos. "Down", por sua vez, é apenas a zona de conforto do grupo, sem nada de muito especial, assim com o resto do disco inteiro.

Desde a saída de Camila Cabello do Fifth Harmony, em dezembro de 2016, estamos nos perguntando: teria ela cancha e carisma suficiente para voar solo sem as antigas amigas? A pergunta persiste, mas depois do lançamento de alguns singles e participações da ex-5H em sucessos deste ano temos algumas respostas.

"Havana", o lançamento mais recente de Camila, é uma referência à sua cidade natal. Inventiva, totalmente baseada em cima de um pianinho e produzida por Pharrell Williams, a faixa pode ser colocada tranquilamente em qualquer top 5 de melhores hits de 2017. Além disso, a cantora provou que a música funciona muito bem ao vivo, com uma performance espetacular no programa de Jimmy Fallon:

Ao promover uma volta às raízes, Camila esbanja latinidade e sensualidade numa performance minimalista que conta com o auxílio de somente duas dançarinas e um fundo liso amarelo. É apenas uma música, mas já mostra que Camila está indo numa direção completamente contrária à das suas ex-colegas. "OMG", outra faixa lançada recentemente, não é tão inspirada quanto "Havana", mas também mostra que Camila está indo atrás de saídas mais interessantes ao invés de se acomodar e fazer uma nova "Work From Home".

Sua participação na música "Know No Better", do Major Lazer (também uma das músicas mais empolgantes do ano), reafirma que a cantora quer estar associada com o que há de mais inovador no pop atual.

As expectativas para o disco solo da cantora (que estava programado para sair no dia 22 de setembro, mas agora está sem data de lançamento) estão grandes. Resta saber se vai ser um disco apenas razoável, como o do Fifth Harmony, ou algo fora de série, como "Havana".