MÚSICA

Relembre as canções mais marcantes que ganharam o Oscar

Author
Relembre as canções mais marcantes que ganharam o Oscar

(Imagem: Reprodução) 

My Heart Will Go On é provavelmente a canção vencedora de Oscar mais icônica de todos os tempos

Saiu hoje a lista de indicados ao Oscar de melhor canção. Teremos um novo "HINO" como "My Heart Will Go On", de Titanic? Difícil, mas volta e meia surgem coisas boas nessa categoria.

Os indicados este ano são:

"Mystery of Love", de Sufjan Stevens (do filme Me Chame Pelo Seu Nome)

"Mighty River", de Mary J. Blidge (do filme Mudbound: Lágrimas Sobre o Mississipi)

"Stand Up for Something", de Common e Diane Warren (do filme Marshall)

“Remember Me”, de Robert Lopez e Kristen Anderson-Lopez (do filme Viva: A Vida é Uma Festa)

“This Is Me”, de Benj Pasek e Justin Paul (do filme O Rei do Show)

Aproveitamos a ocasião para relembrar alguns dos maiores vencedores na categoria:

"Over the Rainbow" - Mágico de Oz (1940)

Quando se fala em canções originais de filmes, é impossível não falar sobre "Over the Rainbow", de O Mágico de Oz, que é a pedra fundamental da categoria. A música ficou eternizada na voz de Judy Garland, que interpreta Dorothy, personagem principal de um marco do cinema do século XX.

"Moon River" - Bonequinha de Luxo (1962)

Outra canção icônica que ficou eternizada na voz da protagonista. Audrey Hepburn e a cena clássica em que ela toca violão e canta "Moon River" na janela, em Bonequinha de Luxo, formam um dos momentos mais marcantes do cinema americanos dos anos 60.

"Theme From Shaft" - Shaft (1972)

O tema de Shaft é a cara dos anos 70. Um clássico do movimento "blaxploitation", que trazia filmes que tinham como (uma das) características colocar artistas de música negra em suas trilhas sonoras. Essa música tem cheiro de cabelo black power, camisa aberta e pelo no peito.

"Flashdance... What a Feeling" - Flashdance (1984)

Giorgio Moroder foi o responsável pelos sintetizadores mais marcantes dos anos 80, tanto que "Flashdance... What a Feeling" é uma música facilmente reconhecida por qualquer um até hoje. Era assim que a galera se inspirava naquela década.

"I Just Called To Say I Love You" - A Dama de Vermelho (1985)

Esse é um caso em que a música ficou mais famosa que o próprio filme. A Dama de Vermelho é uma comédia romântica de 1984 dirigida e estrelada por Gene Wilder, porém todo mundo só lembra do mega sucesso de Stevie Wonder.

"Take My Breath Away" - Top Gun (1987)

Outro clássico de Giorgio Moroder, o rei dos sintetizadores. É impossível nomear duas músicas que tenham mais a cara dos anos 80 do que "Take My Breath Away" e "What a Feeling" juntas.

"Under the Sea" - A Pequena Sereia (1990)

A Disney sempre mandou bem nas trilhas originais de seus filmes e "Under the Sea" é uma que virou clássico instantaneamente e com méritos, uma vez que é uma das canções mais divertidas a ganhar esse Oscar.

"My Heart Will Go On" - Titanic (1998)

"My Heart Will Go On" é possivelmente a única música que é possível chamar de "hino" sem ironia nenhuma. Um dos singles mais vendidos da história, a canção de Celine Dion derrotou "Miss Misery", de Elliott Smith, uma das favoritas dos indies, naquele ano, que fazia parte da trilha de Gênio Indomável. Mas qualquer coisa que não fosse "My Heart Will Go On" seria uma injustiça.

"Lose Yourself" - 8 Mile (2003)

O Oscar de "Lose Yourself", de Eminem, é histórico por ter sido a primeira vez que um rap leva nessa categoria. Em 2006, "It´s Hard out Here For a Pimp", de Hustle & Flow, Ritmo de Um Sonho, também ganharia.

"Falling Slowly" - Once (2008)

Pouca lembrada, "Falling Slowly" surpreendeu ao levar o Oscar de melhor canção em 2008, uma vez que fazia parte de um filme pequeno, mas cultuado na época, Once, estrelado por dois músicos de ofício, Glen Hansard e Marketa Irglova.

"Let it Go" - Frozen (2014)

"Let it Go" é provavelmente a canção que mais se aproximou do status de ícone de "My Heart Will Go On", mas mesmo assim não chegou lá. No entanto, não deixa de ser uma ótima música de um dos maiores hits da cultura pop de nossos tempos, Frozen.