GENTE

Cuidado com algumas promoções, há sempre uma propaganda enganosa por aí

Author

O Código do Consumidor é uma beleza. Ganhamos e descobrimos direitos que nem sabíamos que tínhamos.

Lojas são obrigadas a colocar os preços nas peças da vitrine e, se computarem um valor maior na hora de passar no caixa, o que vale é o preço que você viu na etiqueta.

Mas, com ou sem código, tem muita propaganda enganosa por aí. Olha esse exemplo de um anúncio na internet, da própria montadora:

Cuidado com algumas promoções, há sempre uma propaganda enganosa por aí

Sinceramente não sei dizer se esta publicação é contra as regras do Código do Consumidor. Mas faltam alguns dados muito valiosos nele. Tem entrada, e de quanto? São só as parcelas? Em um primeiro momento, me parece fácil e barato comprar esse carro, até deu vontade de trocar o meu. Mas, convenhamos, que bela pegadinha essa. Sei que o carro não custa R$ 23.952, valor das 48 parcelas de R$ 499. E outra: é com ou sem juros?

Quem perguntava como era a forma correta do pagamento recebia a resposta padrão da montadora: ‘Nos envie via mensagem privada seu nome completo, CPF, telefone com DDD, e-mail, cidade e região para que um vendedor possa contatá-lo e apresentar as novidades e valores’. Acho um desrespeito com o consumidor não colocar o correto valor.

Outro dia minha avó viu um anúncio de apartamento aqui em Jundiaí. R$ 110 mil + financiamento. “Nossa, está barato”, disse ela. Mal sabia que o montante do financiamento, que será direto com a construtora ou um banco a sua escolha, era de R$ 250 mil.

Quando eu estava procurando apartamento para comprar, há seis anos, era comum me deparar com essas propagandas enganosas. E ouvia de quem tentava ajudar: ‘você viu, tem um lançamento por apenas R$ 599 por mês’. Sim, eu vi. Mas fora isso ainda tinha a entrada de R$ 20 mil, mais as parcelas anuais de R$ 10 mil, mais R$ 25 mil na entrega das chaves e mais o restante final do financiamento que ia bater nos R$ 150 mil. Quer dizer: aquelas parcelas mensais só iam durar 2 anos e, acredito eu, deve ter feito muita gente comprar sem saber as reais condições de pagamento.

A mesma atenção você deve ter em compras pequenas. Já cansei de ver uma peça de roupa por R$ 59,99. Barato? Não até prestar atenção no pequeno número 4 ao lado do preço gigante. Era 4 x R$ 59,99.

Sempre falo: tenha atenção na hora de qualquer comprar. E pergunte sempre tudo aquilo que pode lhe trazer dúvidas. Afinal, você não vai querer descobrir depois de uma compra que o valor não era aquele que você imaginava. E em alguns casos nem o Código do Consumidor vai poder te ajudar.