TV

Uma reta final sem graça e sem emoção no Big Brother: ficaram os chatos

Author

Sobraram os chatos. Agora eu entendo por que a Globo queria tanto que Ana Paula ficasse. Depois que ela saiu da casa, o programa ficou monótono, com um ou outro agito apenas. E lá se vai mais de um mês. Agora falta pouco. Mas o tempo parece não passar até a próxima terça-feira (5/4), data da final do Big Brother.

Pedro Bial tenta agitar a casa. Nesta segunda-feira, fez uma brincadeira onde um participante tinha de adivinhar o que o parceiro pensava. A bobinha e chorona Cacau adorou. O público, não.

Depois da saída de Ana Paula, a casa ainda teve alguns dias de farra, intrigas e oba-oba, repercutindo a expulsão da mineira e com picuinhas entre dois grupos. Mas Renan saiu e a casa praticamente se calou.

A entrada do falso libanês Laham há 10 dias deu uma mexida na casa. Uma jogada de mestre da direção do programa para tirar a monotonia do ar. O participante ficou menos de 48 horas na casa, intrigou os brothers, beijou Munik, deixou Ronan com raiva e inveja e foi embora no dia seguinte ao que entrou. E, desde o dia 20, quase mais nada aconteceu.

Uma reta final sem graça e sem emoção no Big Brother: ficaram os chatos

Nem as festas têm sido animadas para quem assiste: os brothers dançam, comem, ficam bêbados e vão dormir

Munik, Ronan, Geralda e Cacau não têm carisma. Ronan até começou como protagonista no neste BBB, mas perdeu força por bobagens que cometeu e só não foi eliminado por dois motivos: quando deveria ser, o paredão era falso; depois, os fãs de Ana Paula o seguraram na casa para expulsar outros participantes.

Geralda só não saiu da casa, porque, acho eu, seus colegas tinham dó de colocá-la no paredão no começo. Cacau, a criançona bobona, feliz e chorona (parece ter 10 anos de idade) chegou nesta reta final sem fazer mal (nem bem) a ninguém. E Munik também passou despercebida, mas deve ganhar o R$ 1,5 milhão na próxima semana.

Nem a atual prova do líder tem emocionado, com disputas de sorte/azar. Se fosse par ou ímpar daria na mesma, ô chatice que tem sido.

A edição tenta mostrar nesses dias o máximo que pode, como a paixonite de Ronan por Munik. Muito pouco perto das brigas que Ana Paula causava diariamente. Nesses últimos dias, última semana, vai ser difícil ver algo de emocionante acontecendo na casa. Tanto que a direção vai fazer prova do líder na terça, quinta e sábado. Com paredão e eliminação na sexta e domingo, quando conheceremos os dois finalistas. Um final chato em comparação ao frenesi do começo. Uma pena.