LUGARES

MARIA E HERBERT DUSCHENES INSPIRAM EXPOSIÇÃO EM SÃO PAULO

Author
MARIA E HERBERT DUSCHENES INSPIRAM EXPOSIÇÃO EM SÃO PAULO

Na tarde do último domingo (01), subindo as escadas para o Itaú Cultural de mãos dadas com a gatíssima da minha namorada, tive uma das experiências mais imersivas já vividas; a ocupação Maria e Herbert Duschenes traça uma cronologia de vida única, através de pontos de vista diferentes. A exposição e sua disposição são quase labirínticas, logo em sua entrada é possível ver o paralelo da vida do casal, através de dois corredores que expõem documentos, vivências, estudos e trabalhos realizados. Assim como na vida do casal, a exposição tem um núcleo onde a história dos dois se une, tornando o espaço físico da ocupação ainda mais poético, sendo possível sentir o amor entre Maria e Herbert, pairar sobre ar da exposição.

É possível dizer que grande parte do foco da exposição, está centrado nos feitos de Maria Duschenes ao introduzir o método Laban de dança no Brasil, pioneiro em movimentos de experimentação, liberdade e autoconhecimento. Andando pela exposição, vendo alguns documentos e lendo inúmeros cadernos com anotações de Maria era notável o motivo por sua homenagem, mas pensava eu: “e Herbert?”, contestei por um segundo o porquê de a exposição não ser apenas sobre Maria. Então que eu percebi, estávamos olhando tudo por seus olhos, que através de suas câmeras fotográficas e filmadoras, registrou momentos, congelou fragmentos do tempo do ponto de vista de um homem apaixonado por sua esposa.

Analisando a trajetória de Herbert, é evidente a quantidade de testes que tivera que passar ao longo de sua vida, que só o fizeram mais forte e determinado a viver, estudar e trabalhar ao lado de Maria. Dois anos após a chegada ao Brasil, refugiado da Alemanha na Segunda Guerra Mundial, Herbert se casa com Maria e após onze meses de casado, é surpreendido com a poliomielite da esposa. Inúmeras viagens foram feitas por Herbert e Maria, onde registrava culturas diferentes para trazer como material educativo no Brasil.

Herbert ao documentar aulas de Maria, desde experimentações até espetáculos, soma em contribuições valiosíssimas para a história da dança em São Paulo, em um momento em que pesquisadores não dispõem de muitos registros. Os registros feitos por Herbert, das apresentações e aulas de Maria contribuíram diretamente a difundir os ensinamentos de Rudolf Laban, mestre do sistema de Análise do Movimento. Arquiteto e cineasta, Herbert viajou o mundo ao lado da esposa antes de falecer em 2003, na cidade de Curitiba, encerrando seu ciclo como grande contribuidor da arte contemporânea.