REALITY SHOW

MasterChef: Cabeça no jogo (e na cozinha)

Author
Foto: Carlos Reinis/Band
Foto: Carlos Reinis/Band

Assim como acontece em muitas atividades esportivas, cozinhar requer um equilíbrio entre corpo e mente. Por isso, em ambos os casos concentração é fundamental. Em uma de suas temporadas de nível mais baixo, os competidores de MasterChef cometem erros básicos, muitas vezes por não se concentrarem e traçar uma boa estratégia para pilotar as panelas.

Como já havia reclamado na semana passada, dessa vez o programa finalmente eliminou mais de um cozinheiro de uma vez. Na hora de reproduzir um prato de Henrique Fogaça, Kauê e Crisleine pesaram a mão na pimenta, tanto na quantidade como no momento de inserir o tempero – erro primário de um cozinheiro distraído. Foram para casa.

No entanto, a desconcentração estava no ar desde a primeira prova da noite, uma caixa misteriosa com ingredientes afrodisíacos. Aristeu, fazendo hora extra no reality, ficou com a ideia fixa de fazer um bolo, mesmo sem ter fermento. Claro que deu errado: uma massa embatumada intragável. O sujeito tinha chocolate, morangos e noz-pecã. Por que raios não fez um brownie, cáspita? Faltou pensar antes de agir, rapaz.

Na tal prova eliminatória, muitos participantes tiveram de voltar atrás no preparo da barriga de porco por se perderem no passo a passo. Abrir a panela de pressão para incluir o osso na preparação foi corriqueiro. Esse procedimento é essencial porque o tutano do osso saboriza o caldo, que é o molho da preparação.

Foto: Carlos Reinis/Band
Foto: Carlos Reinis/Band

Outro assunto que dominou o episódio foi o acesso à informação. Isso porque cerca de metade dos participantes foram punidos e não puderam assistir à aula demonstrativa. Vinícius estava entre eles e lutou para suprir a desvantagem se consultando com colegas. Isso foi suficiente para Ana Luiza ter um ataque de pelanca. Rancor não é um bom ingrediente e ela talvez tivesse se dado melhor na prova se não perdesse tempo e energia nutrindo ódio.

Em seu afã por informações, Vinícius acabou abusando da boa vontade de Rui no começo da preparação. A distração fez o mentor entregar um prato que não recebeu muitos elogios. Bondade demais também tem seu preço.

No final das contas, a expectativa é que a eliminação dupla faça os competidores acordarem. Ou então a plateia é que corre o risco de pegar no sono.