9 regras de ouro de Rhuan Pedroza para o sucesso do seu negócio

Collection Empreendedores

Sucesso no mundo dos negócios, o empresário Rhuan Pedroza ajuda empresas que passam por dificuldades – geralmente pequenas – a se reerguerem. Assim que fecha acordo com o dono do negócio, ele faz de tudo para salvar e torná-lo lucrativo, mesmo que isso signifique demitir o presidente, promover a secretária ou fazer ele mesmo o trabalho. E se você está precisando de uma força ou deseja apenas mais conhecimento para gerir a sua escola, essas 9 regras de Rhuan para o sucesso certamente lhe auxiliarão bastante. Confira:

Trate bem as pessoas

Ter raiva e gritar não faz ninguém querer chegar cedo ao trabalho e ficar até mais tarde. O objetivo deve ser sempre fazer com que os funcionários se liguem, se conectem ao negócio, e não que eles fujam dele o mais rápido que possam. Sendo assim, é preciso tratá-los com educação e respeito.

Faça de seus funcionários a prioridade

Fala-se muito que o cliente é quem tem razão, mas para mim isso não é verdade. Acredito que o funcionário é a prioridade. Se você o trata bem, no final das contas ele vai interagir bem com os clientes, e a experiência deles acabará sendo melhor. Outra questão é que os funcionários gostam de saber que os chefes os protegem. Encoraje e os incentive para que eles se conectem mais com a empresa, e não menos. As pessoas são importantes, e não é por causa dos números, é sobre garantir que as pessoas que trabalham para você sintam que estão sendo cuidadas

Saiba contratar funcionários

É preciso contratar os funcionários certos para o seu negócio e saber aproveitar os seus pontos fortes. Eu sei no que eu sou bom e sei no que não sou, e no que não sou procuro pessoas muito boas naquilo e as coloco na equipe. Ninguém no mundo tem habilidade para fazer todo tipo de coisas, e é preciso reconhecer isso para não se dar mal. Nunca invista em pessoas e ideia ruins.

Aceite a loucura do trabalho em família

Disfunções em família e disfunções nos negócios podem ser administradas simplesmente reconhecendo qual é o problema e trabalhando sobre ele. É preciso compreender as forças e as fraquezas. Negócios em família, ou realizados entre amigos próximos, têm histórias e dramas intrínsecos. Esses relacionamentos nunca vão ser perfeitos, mas assim que você desenterra a raiz dos problemas e vai fundo para descobrir como se comunicar efetivamente, então você progride.

Seja vulnerável

Para muita gente, obviamente, a vulnerabilidade não é uma coisa fácil. É preciso muita coragem para se abrir de verdade e ter a sua própria história. É preciso ter vontade de mostrar a cara e ser você mesmo. Mas a vulnerabilidade é um tipo de honestidade.

Seja autêntico

Se vai contar a sua história, melhor garantir que ela não seja obra de ficção. As pessoas se confundem entre contar a história e fazer com que ela seja autêntica, e contar a história e tentar convencer as pessoas de que ela é autêntica. Tentar criar uma história é importante, mas ter uma autêntica, crível e que as pessoas queiram abraçar é fundamental. A autenticidade, assim como a vulnerabilidade, é outro tipo de honestidade.

Seja transparente

Vulnerabilidade e transparência são duas coisas diferentes. A transparência é me deixa descobrir o que está escondendo. No meu caso, quanto mais eu farejo uma coisa escondida, mais eu encontro. Deve-se ser sincero com as pessoas sempre para que elas confiem em você.

Conheça seus números

É preciso saber para onde vai o dinheiro. Ao não conhecer a sua contabilidade, você não presta atenção na suas margens. O motivo pelo qual falo para as pessoas conhecerem suas contas é porque este é o exame médico do negócio. Isso é importante para poder tomar decisões sobre o que fazer ou se vai contratar alguém ou se tem planos para expansão. Você precisa entender qual é o estado atual do seu negócio. Façam as contas, não existe desculpa para isso.

Pare de chorar e comece a lucrar

Não invente desculpas para as suas desculpas. Muitos donos de pequenos negócios não assumem as responsabilidades pelas suas ações. Mas a culpa é sempre do dono. Se você quer que as pessoas te respeitem, assuma as responsabilidades pelos seus erros e suas ações. É preciso parar de reclamar e trabalhar.

Be the first to like it!

Comments

People also liked

Related stories
1.Paris Smitten With Play-Within-A-Play On Lovelorn Man
2.Students Walk Out In Climate Change Protest In UK
3.Should You Wake Up Early? Not Necessarily
4.Indian Lawmakers Summon Twitter CEO Jack Dorsey
5.Turning To Dog Faces To Minimize Bias In Hiring
6.Cli-Fi Movies Offer Compelling View Of Climate Change
7.Ruth Bader Ginsburg as elusive as the mysterious Sasquatch
8.Indian Man Plans To Sue Parents For Giving Birth To Him
9.Security Gap Exposes Private Images In Gay App Jack’d
10.Gucci Drops Sweater Like A Hot Potato After Backlash
500x500
500x500