REALITY SHOW

Alguém precisa estudar os shippadores de BBB

Author

O brasileiro não assiste ao BBB, o brasileiro VIVE o BBB. Só isso explica tamanha comoção causada por um reality que mexe com uma população inteira. Num ano que teremos Copa do Mundo e eleições presidenciais, por algum motivo estamos mais preocupados com esses 16 confinados na casa mais vigiada do país. Só que tem uma galerinha na internet que ultrapassa esse fascínio e trata os brothers como um verdadeiro objeto de adoração. Conheça os shippadores de BBB.

Alguém precisa estudar os shippadores de BBB

Na última quinta-feira (18) rolou a divulgação dos participantes do BBB em doses homeopáticas, nos intervalos da Globo. Um a um, fomos descobrindo os 16 habitantes da edição do Big Brother Brasil e, com esses dados, começamos a investigar seus passados. Como rolou ano passado, a divulgação foi em ordem alfabética, começando na Ana Paula e terminando no Wagner.

Os dois primeiros candidatos divulgados foram Ana Paula e Breno, como a regrinha da ordem das letras pode entregar, e foi só isso aparecer que já surgiram perfis torcendo pelo casal, criando nomezinho aglutinado e tudo. É isso mesmo que você leu, as pessoas estão completamente loucas e começaram a criar casal com pessoas que nem se conhecem ainda. Nós não temos pista alguma de que a bruxa que acredita que o pai é reptiliano vai se encantar com o goiano que instalou uma luz negra no banheiro!

Não que essa formação forçada de casalzinho seja uma grande surpresa. Ano passado, na edição de número 17 do BBB, bastou um dos gêmeos contar numa entrevista prévia que gostava de mulheres mais velhas que o pessoal da internet já começou a shippar com Ieda, que na época estava com 70 anos. 

Algumas pessoas fazem até tabelas elaboradas para sabermos nome de shipping entre qualquer interação humana possível, como podemos ver nessa do ano passado:

(Detalhe para o casal MAMAR, formado por Manoel e Ilmar)

Essa onda crescente de shippadores, que se unem para fazer a diferença nas votações do programa, acaba sendo um reflexo da forma como muitos vêem o reality como um grande esporte. Rola inclusive torcida organizada, quebra-pau virtual e torcidas para casais absurdos (infelizmente o casal MAMAR não rolou).

Saudável ou não essa torcida por casais, a Globo já tomou algumas atitudes para impedir manipulação por mutirão de votos: agora todo mundo precisa se cadastrar no site para exercitar a festa da democracia que é escolher quem deve sair no paredão.