TV

As mais marcantes rejeições do Big Brother Brasil (incluindo a Ana Paula)

Author

Após três semanas de combinações de votos, mandingas e uma voz capaz de estourar vidro como se fosse uma vilã do Flash, a bruxinha Ana Paula foi eliminada do 'BBB18' com uma porcentagem surpreendente. Decidi então relembrar as rejeições em paredão mais marcantes de todos os tempos, considerando também as melhores histórias por trás desses elevados números de eliminação.

As mais marcantes rejeições do Big Brother Brasil (incluindo a Ana Paula)

Ana Paula (89,85% - BBB18).

A bruxinha da atual temporada conseguiu entrar na história com uma alta porcentagem de eliminação. O número alto é agravado quando lembramos que ela esteve em um paredão triplo, ou seja, a chance do número ir se diluindo entre os outros participantes era maior. Sua rejeição foi tamanha que o Tiago Leifert, antes de anunciar sua saída, precisou mandar um recadinho para o pessoal de casa não misturar a rejeição dentro do programa com a rejeição fora.

As mais marcantes rejeições do Big Brother Brasil (incluindo a Ana Paula)

Elis (85% - BBB17)

Confesso que amo a trajetória sem-noção e suicida de Elis Nair na casa no BBB. Participante da temporada de 2017, ela foi enxotada da casa porque prometia imunidade para todas as pessoas, fazia pequenas fofocas e conseguiu se esquivar de todas as acusações contra ela no momento em que foi confrontada pelos outros brothers. Uma participante desse calibre não merecia sair com tanta rejeição, merecia um prêmio pela diversão proporcionada a nós.

As mais marcantes rejeições do Big Brother Brasil (incluindo a Ana Paula)

Aline (95% - BBB5)

Aline é lembrada até hoje como a maior rejeição de todos os tempos no Big Brother Brasil. Como se não bastasse o público ter odiado a forma como jogava, fazendo o famoso "leva e traz" entre os grupos rivais da quinta edição, a jovem encarou um paredão com nada menos que Grazi Massafera. Sim, a queridinha do público e que hoje é uma atriz famosa na novela das nove. Com uma batalha dessas não tinha como ganhar mesmo.

As mais marcantes rejeições do Big Brother Brasil (incluindo a Ana Paula)

Doutor Gê (92% - BBB5)

Também na quinta temporada quem chamou a atenção foi o Doutor Gê, o quase autoproclamado vilão do BBB5. Ok, não era um vilão dos mais inteligentes, afinal ele foi desmascarado já na segunda semana do reality, mas pelo menos conseguiu fazer um rebrand na própria imagem e hoje é um conceituado médico de celebridades.

As mais marcantes rejeições do Big Brother Brasil (incluindo a Ana Paula)

Felipe Cobra (93% - BBB7)

Você lembra de Felipe Cobra do BBB7? Provavelmente não, mas provavelmente lembra de Alberto Cowboy, o seu BFF na casa que se opunha ao ~protagonista~ Diego Alemão. Mesmo sendo apenas colega do vilão da edição, o lutador conseguiu ter a segunda maior rejeição de todos os tempos do Big Brother Brasil, superando inclusive seu colega de confinamento. Ah, ele também é lembrado pela irresponsabilidade de ter feito um PACTO DE SANGUE dentro do programa. Levou até uma "comida de rabo" do Bial por isso.

***

Esses foram os eliminados com porcentagens mais altas. Claro que ainda teve mais gente que superou essa galera, mas esses são os mais lembrados, seja pelo número quanto pelo próprio participante. Mas, como disse Tiago Leifert, o que acontece no Big Brother, fica no Big Brother. Então não vamos crucificar a bruxinha.