TV

Clara de O Outro Lado do Paraíso atingiu um novo nível de burrice com sua vingança

Author

Vamos imaginar que você que está me lendo foi colocado numa situação de perigo. Sei lá... existe um abismo atrás de você... sua atitude sensata seria sair de perto do buraco ou pular na falha geográfica de cabeça, mesmo sabendo da morte certa? Se você é uma pessoa normal, sair de perto do abismo parece a alternativa mais razoável, mas eu estou falando mesmo é de Clara, a pouco-inteligente protagonista de "O Outro Lado do Paraíso".

Clara de O Outro Lado do Paraíso atingiu um novo nível de burrice com sua vingança

Nunca considerei Clara a mais inteligente das protagonistas de novelas. Mesmo se considerarmos apenas as personagens vingativas, a mocinha criada por Walcyr Carrasco fica atrás até de Nina de "Avenida Brasil" (aquela que não sabia utilizar um pendrive para seu plano contra Carminha). Desde o começo de "O Outro Lado do Paraíso" arrisco dizer que nenhum plano da personagem de Bianca Bin conseguiu fazer sentido, mas ela bateu o próprio recorde em seu último embate com Sophia (Marieta Severo).

Mesmo após muita investigação por parte de Patrick (Thiago Fragoso), o maior advogado criminalista do Brasil, a protagonista descobriu que Sophia é a maior assassina do rolê apenas após Gael (Sergio Guizé) ir lhe contar. Como se não bastasse estar aliada ao ex-marido agressor, Clara ainda fez o pior uso possível dessa informação: em vez de, sei lá, preparar um plano para acabar com Sophia, Clara decidiu encarar Sophia de frente.

Isso mesmo. Clara, ao descobrir que Sophia é uma assassina, preferiu ir na cara dela falar "você é uma assassina!". A mesma vilã que, quando confrontada e chantageada por outros personagens, saiu usando sua tesoura demoníaca. Clara nunca foi tão pouco inteligente quanto agora, afinal ela se colocou numa situação de risco tão extrema que apenas a sorte salvou a personagem de ser enterrada a sete palmos. Sorte e o dedo do autor, que não deixaria isso acontecer.

Embora essa parte de vingança da novela seja uma adaptação do clássico "O Conde de Monte Cristo", Clara ficou longe do plano original de Edmond Dantés. Após ser preso injustamente, o vingativo do livro original planejou mentalmente tudo o que precisava fazer para acabar com a vida de todo mundo que se aliou para mandá-lo para a prisão. Obviamente isso nem ao menos passou pela cabeça de Clara.

Na verdade, a julgar pelo modus operandi da vingativa de Palmas, o cérebro nunca foi seu aliado. Basta lembrar que todas as intervenções feitas por ela contra seus algozes foram frutos de puro acidente. E algumas das ações feitas por ela inclusive ajudaram as pessoas as quais ela deveria se vingar: Samuel (Eriberto Leão) conseguiu aceitar melhor sua sexualidade e Gustavo (Luis Mello) foi afastado de suas funções como juiz, mas recebendo uma polpuda aposentadoria.

Pior plano de vingança, sim ou com certeza?