TV

"Edie Zap" é o programa jornalístico mais bizarro do Brasil

Author

Você sabe qual é o programa de maior sucesso da RedeTV? Não, não é o "Superpop" com seus informativos desfiles de lingerie, estou falando do "Encrenca", o humorístico que se baseou totalmente na narração de vídeos engraçados enviados via WhatsApp para a produção. E se eu te contar que a RedeTV foi além de qualquer estratégia televisiva e criou um programa policial baseado nesse estilo do "Encrenca"? Pois é!

"Edie Zap" é o programa jornalístico mais bizarro do Brasil

Se você ligou a televisão durante a semana no final de tarde lá na RedeTV provavelmente deve ter visto um senhorzinho de cabelos brancos e pose pouco intimidadora apresentando um jornal intitulado "Edie Zap". Usando uma abundância de letreiros na tela (tipo aqueles canais pagos que passam até a cotação das rúpias indianas na tela na esperança de que vá informar alguém), o tal do jornalista Edie Polo comanda uma atração bem simples.

Apresentada diante de um telão, Edie Polo apenas exibe vídeos que as pessoas enviam pelo WhatsApp para a RedeTV. Ao contrário do "Encrenca", que privilegia vídeos de cachorro ou de homens fazendo burradas, o Edie exibe apenas registros de crimes ou situações inusitadas.

A ideia do programa está situada numa linha localizada entre a genialidade e o baixo orçamento. Sem qualquer equipe jornalística em campo, pessoal fazendo apuração ou mesmo qualquer mudança de câmera, o "Edie Zap" foi tendo uma carreira meteórica dentro de uma sempre econômica RedeTV.

Ele começou com um quadro de poucos minutos dentro do "Operação de Risco" (apresentado por Jorge Lordello, o inimigo nº1 dos salgadoces), e em questão de um dia já teve sua duração triplicada. Em menos de uma semana, a RedeTv viu uma oportunidade de audiência e Edie Zap ganhou seu próprio programa na RedeTV, intitulado "Denúncia Urgente". Em menos de sete dias de resultado!

"Edie Zap" é o programa jornalístico mais bizarro do Brasil

Isso é pavoroso e incrível ao mesmo tempo. Há muito tempo a população brasileira é exposta a telejornais sensacionalistas falando sobre crimes e aumentando a sensação de insegurança da população, mas ainda existe certa "responsabilidade" por parte dos envolvidos. Mas o que podemos esperar de um programa no qual não existe um único repórter? E que é inteiro de conteúdo enviado por telespectadores? Isso pode virar um vetor de fake news dignas daquela corrente alertando sobre Pabllo Vittar virando presidente do Brasil. Isso sem falar nos vídeos gravados na vertical, ao contrário do ensinado por William Bonner.

Mas preciso elogiar sobre o que vale a pena nesse programa. Edie Polo não tem um visual esperado de um apresentador tão dinâmico, mas surpreende no desempenho. Ele tem carisma e aquela habilidade de enrolar o máximo possível com quase nada de informação. Em tempos de apresentadores muito medianos ganhando destaque em certas emissoras, ele é um achado na RedeTV. E seu programa é a cara de uma emissora querendo economizar.

Vamos acompanhar como será a estreia do "Denúncia Urgente", vai que a gente é pego de surpresa.