TV

Luciano Huck continua tentando apresentar os programas de Silvio Santos

Author

No ano de 2014, a pensadora contemporânea Valesca Popozuda lançou sua música "Eu Sou a Diva que Você quer Copiar". Na canção (que nada mais era que uma propagandona de produtos de limpeza), a funkeira falava sobre uma adversária que queria copiar tudo o que ela tinha para se tornar parecida. A canção (ou "hino", como dizem os jovens hoje em dia) não viralizou da forma que deveria assim como seu sucesso passado "Beijinho no Ombro", mas hoje pode ser usada para mostrar a admiração que Luciano Huck tem pelos programas do Silvio Santos. O dono do SBT é a Diva que ele quer copiar.

Divulgação/Globo
Divulgação/Globo

Quando não está prospectando o cenário para o lançamento de uma carreira política, o apresentador do "Caldeirão do Huck" está ajudando famílias carentes em troca de exposição e micos. Mas em algum ponto de sua carreira, Huck decidiu se aproximar da figura quase universal que é Silvio Santos e se tornar um grande comunicador. Enquanto o senhor Abravanel conta com criatividade e uma cara de pau de outro mundo, Luciano conta apenas com a mala de dinheiro infinita da Globo.

Nos últimos meses, o apresentador global estreou dois quadros que a Globo adquiriu (a peso de ouro) no exterior. O "Quem quer ser um milionário", por exemplo, era uma brincadeira na qual Huck fazia sucessivas perguntas a um indivíduo, que deveria acertar até chegar na pergunta valendo um milhão de reais. Talvez essa proposta lhe pareça familiar, e o motivo é simples: é exatamente o "Show do Milhão" apresentado pelo Silvio Santos.

Agora em março aconteceu algo muito parecido: do nada surgiu no "Caldeirão do Huck" o quadro chamado "The Wall", no qual um participante ganha prêmios em dinheiro ao acertar perguntas e jogar bolas numa parede gigante. Acontece que as pessoas na internet já repararam que isso nada mais é que o "Jogo das Fichas", brincadeira comandada por Silvio Santos há uns bons meses.

Mas como dois formatos semelhantes conseguem ser exibidos ao mesmo tempo? Bem, aí que entra a cara de pau do Silvio Santos: o dono do SBT teve contato tanto com o "Who Wants to be a Milionaire" no começo dos anos 2000 e com o "The Wall" mais recentemente. Como não queria desembolsar uma fortuna para pagar isso, ele simplesmente inventou programas semelhantes e não pagou um dólar sequer para os detentores dos direitos autorais.

Só de fazer isso já desestimularia qualquer pessoa a querer comprar o produto original por aqui, afinal ficaria sendo chamada pelo público de cópia por vir depois, mas Luciano Huck não se importa com isso. E, curiosamente, ele tem ido atrás de formatos que ficaram bem conhecidos nas mãos de Silvio Santos. E pior: o "Jogo das Fichas" continua indo ao ar normalmente, desgastando o formato e apenas aguardando a chegada do "processinho".

Qual será o próximo passo para Luciano Huck tentar se aproximar de Silvio Santos? Vai ressuscitar o Sete e Meio? Recriar o Tentação? Ou vai colocar um microfone na altura do peito? Precisamos acompanhar.