TV

"O Outro Lado do Paraíso" já pode ser a pior novela de Walcyr Carrasco

Author

Como todo bom brasileiro, já acompanhei muitas novelas de Walcyr Carrasco. "Chocolate com Pimenta", "Alma Gêmea", "Amor à Vida" e muitas outras. Tão prolífico na televisão quanto YouTubers nas livrarias, o autor assina boa parte dos grandes fenômenos de audiência das últimas décadas, em várias emissoras. Mas audiência elevada quer dizer que a novela é boa? A resposta é... NÃO.

Clara ao lado do ex-marido espancador de mulheres que na verdade só está possuído por um espírito maligno (Reprodução/Globo)
Clara ao lado do ex-marido espancador de mulheres que na verdade só está possuído por um espírito maligno (Reprodução/Globo)

Walcyr Carrasco já teve altos e baixos em sua carreira, mas é conhecido por conseguir transformar em fenômenos mesmo novelas que começaram mal. Cito por exemplo "Sete Pecados" ou aquela em que ele inventou de misturar dinossauros com robôs japoneses, todas elas com começos criticados e finais acima do que a emissora esperava. E quando ele acerta, como na novela "Verdades Secretas", parece que nada segura esse homem.

Mas o que aconteceu com "O Outro Lado do Paraíso"? A trama é uma das premissas mais básicas da literatura, a vingança de Edmond Dantés em "O Conde de Monte Cristo" (inclusive o trecho da Clara presa no hospício é praticamente um Ctrl C Ctrl V da história de Alexandre Dumas), então não tem muito o que errar. Mas Walcyr consegue cometer erro atrás de erro.

-----

Esse é um dos lados dessa história. Conheça outro:

-----

Como boa parte de suas novelas, "O Outro Lado do Paraíso" se escora em campanhas sociais que parecem estar lá só para chocar o público. Pedofilia ou agressão a mulheres... tudo parece compor um circo de horrores sem qualquer ligação com a trama principal. E pior: não teve UMA campanha que conseguiu ser bem trabalhada.

O caso da pedofilia foi solucionado por uma advogada que fez um curso de coaching e promoveu uma hipnose numa ação de merchandising paga, a tal agressão às mulheres foi justificada pelo rapaz sendo possuído por um espírito maligno e até a personagem anã, que tinha tudo para ser excelente... bem... ela ficou 10 anos esperando um banheiro ficar pronto.

A anã Estela não encontra uma trama à sua altura, com o perdão do trocadilho (Reprodução/Globo)
A anã Estela não encontra uma trama à sua altura, com o perdão do trocadilho (Reprodução/Globo)

Os diálogos da novela são ruins (isso quando não são absurdos) e o autor tira soluções do éter para fazer a novela andar. A próxima vingança de Clara (Bianca Bin) será contra o juiz Gustavo (Luís Mello), mas a mocinha não faz ideia de como pode acabar com a vida dele. A saída, como era de se esperar, foi tirada da cartola porque sua mãe Elizabeth (Gloria Pires) ouviu falar que no bordel onde ela trabalhava em outra cidade havia um sócio misterioso. Clara vai investigar e CLARO que o tal sócio é Gustavo. QUAIS AS CHANCES????

Na verdade, a audiência elevada (e muitas vezes inexplicável) de "O Outro Lado do Paraíso" acaba fazendo mal para a novela. Com esse número de pessoas o apoiando, o autor simplesmente pode optar por fechar os olhos às críticas e continuar comandando esse trem incoerente por mais alguns meses.