TV

Por que Gleici merece ganhar o BBB18?

Author

O pessoal dentro do "BBB18" não faz ideia do que rola aqui fora. Não sabem que Lula foi preso, que "Belíssima" é a nova novela do Vale a Pena Ver de Novo e muito menos quem é o favorito do programa. Segundo as enquetes feitas pelos mais diversos portais, atualmente a preferência do público está entre Kaysar e Gleici. Mas, desses dois, quem é que merece realmente vencer? Digo sem dúvidas: a fada acreana.

Por que Gleici merece ganhar o BBB18?

Gleici entrou na casa com um carimbo de "planta" na testa: era quietinha, ignorada por todos e no vídeo de introdução falou que não leva desaforo para casa. Veja bem, tenho anos de BBB nas costas e reconheço uma participante que tenta se vender de uma forma equivocada de olhos fechados (lembram da Mirla Moleca do BBB10 que fez a mesma coisa e foi ignoradíssima pelo programa?). Mas, ao contrário de outros vegetais, Gleici me surpreendeu.

-----
Esse é só um lado da história. Confira outro:

-----
Não sei dizer qual o momento exato que sua participação virou na casa, mas houve essa pequena reviravolta. Na verdade, boa parte da empatia que o público tem por Gleici veio pelas sucessivas vezes em que ela era colocada no paredão. Sabe aquela história de que o Batman só existe porque o Coringa está ali para aprontar? Ao ficar em evidência, o público foi se encantando. E ao sobreviver aos paredões, ela foi ganhando autoestima.

Gleici foi ganhando uma história aos poucos, como numa novela. De mocinha atacada pelos brutamontes, ela passou a ser cozinhada em banho maria por Wagner numa tentativa de casal, e assim foi seguindo até que a colocaram no Quarto do Farol. A sister foi falsamente eliminada e passou uns dias num quarto separado, com pipoca e pay-per-view, e voltou à casa como uma Clara de "O Outro Lado do Paraíso" 100% vingativa.

Por que Gleici merece ganhar o BBB18?

A participante tinha tudo para ser alguém esquecível na casa, mas seus adversários criaram um palanque para as pessoas de casa verem seu bom humor, suas certezas, e passarem a torcer por ela. E o fato de ser sempre atacada contribuiu para a narrativa de personagem em crescimento.

A cada adversário que falava mal de Gleici pelas costas, sua fama ia crescendo lá dentro. "Falem bem ou falem mal, mas falem de mim, eu não tenho culpa se você não é feliz", já dizia aquele clássico de MC Melody. Mas não podemos tirar os méritos da sister: ela realmente confrontava as outras pessoas, o que lhe rendeu uma fama de "grossa" ou "agressiva" que seus adversários sempre tentaram rotulá-la. Eles só não percebiam que ela não era grosseira, só não deixa que pisem nela.

E com a final do "BBB18" cada vez mais perto, as chances do pisão de Gleici nos demais competidores só cresce. Vamos lá, fada do Acre!