TV

Por que o Oscar tem credibilidade e o Troféu Imprensa não?

Author

O último domingo (4) foi marcante para todos que amam uma grande premiação, afinal foi a transmissão do Oscar por trocentos canais e através de inúmeras lives pela internet. Ao mesmo tempo, e quase no mesmo horário, Silvio Santos comandou mais uma edição do Troféu Imprensa, só que sem o devido reconhecimento por parte da mídia televisiva e do público geral. As duas premiações são tão diferentes assim?

(Divulgação/SBT)
(Divulgação/SBT)

O Troféu Imprensa é mais velho que o SBT e nem é criação de Silvio Santos: a mais antiga premiação televisiva foi comprada pelo dono do SBT e se chamava Troféu Roquete Pinto. Mas foi o senhor Abravanel que deu ao prêmio o formato pelo qual é conhecido hoje: ele apresenta durante horas a fio sem texto de stand-up e dezenas de representantes de veículos de imprensa votam nos candidatos ali mesmo.

Muita gente considera o Troféu Imprensa completamente irrelevante, talvez pelo fato de que se trata de uma premiação que tem o dedo de Silvio Santos (o mesmo homem que criou um reality show na qual a principal regra era não ter regras, lembra da Casa dos Artistas 2?). Muitos dizem que é uma premiação facilmente manipulada, afinal Silvio escolhe ali na hora um jornalista para votar na categoria.

Discordo um pouco. Embora seja visível que há uma interferência por parte do Silvio, o Troféu Imprensa é atualmente a única premiação televisiva minimamente relevante que engloba todas as emissoras. A outra premiação relevante da TV é o Melhores do Ano do Faustão, que serve apenas pra premiar a última novela das nove exibida (porque mesmo a própria Globo esquece de colocar outras novelas dela no rolê).

E agora vem a parte mais provocativa dessa matéria: qual é a diferença entre o corpo de jurados do Troféu Impensa, composta por uma casta elitista da imprensa televisiva, para os que escolhem o Oscar de melhor filme lá na premiação americana? A única diferença é que os jurados do Troféu Imprensa mostram a cara, declaram os votos e ainda são zoados por Silvio Santos em rede nacional.

Falta por parte do brasileiro uma valorização de suas próprias premiações. Vemos dezenas de posts fazendo apostas sobre os vencedores do Oscar, mas nenhum chutando quem seriam os premiados do Troféu Imprensa. Nossa síndrome de vira-lata afeta até mesmo as premiações que acompanhamos na TV? Isso é um absurdo quando temos um produto genuinamente nacional, com música cafona e cenário exagerado.

Se é para passarmos horas sentindo raiva por algo horrível ganhando prêmio ou sendo indicado, pelo menos no Troféu Imprensa podemos nos divertir com Silvio Santos trollando os jurados e os convidados.