OUTROS

17 títulos no Barça e 6 no Bayern. Guardiola fará do City uma potência mundial?

Author

Dinheiro não falta. Com belo aporte chinês e uma fortuna investida por seu grande acionista, o sheik Mansour, o Manchester City faz de tudo para se tornar uma potência mundial. Nos últimos anos, sem sucesso. Depois de alguns planos frustrados, a direção revolveu apostar nos melhores e anunciou o técnico multi campeão Pep Guardiola.

17 títulos no Barça e 6 no Bayern. Guardiola fará do City uma potência mundial?

Com o treinador mais cobiçado do mercado, os Citizens apostam que finalmente terão força para desbancar os poderosos do futebol e 'dominar o mundo'.

Há tempos que o sonho é erguer a Champions League. São contratações e mais contratações, sem se importar com dinheiro, mas planos sempre frustrados. O City parece tremer na competição. Quedas na primeira fase ou logo nos mata-matas das oitavas.

A fama de amarelão promete estar com os dias contados. É o que imagina o sheik Mansour, cansado dos vexames.

17 títulos no Barça e 6 no Bayern. Guardiola fará do City uma potência mundial?

Ao buscar Guardiola, dono de 17 títulos no comando do Barcelona, sendo duas Champions e um Mundial, e outras seis taças no Bayern de Munique, onde também ganhou o mundo, o poderoso investidor acredita que o Manchester City será o time do planeta.

17 títulos no Barça e 6 no Bayern. Guardiola fará do City uma potência mundial?

O treinador espanhol chega com carta branca para indicar reforços e já pediu a contratação do brasileiro Neymar. Messi, Pogba, Piqué e Alabá, todos já dirigidos por ele, completam a lista.

O treinador é ótimo. Mas com essas indicações qualquer um ganharia o mundo. O City já tem em seu elencos grandes jogadores, como Hart, David Silva, De Bruyne, Yaya Touré e Aguero. Os títulos seriam questão de tempo.

17 títulos no Barça e 6 no Bayern. Guardiola fará do City uma potência mundial?

Agora é esperar o começo da próxima temporada, quando Guardiola assume, e ver o quanto o clube conseguirá atendê-lo. O mercado internacional promete ferver no meio do ano.

A nova era Guardiola será realmente poderosa? Não acredito.