OUTROS

Lágrimas, bela homenagem a Kobe, show de basquete. Jogo das Estrelas emocionou

Author

Quem conseguiu segurar as lágrimas está mentindo. Quem não pulou no sofá para aplaudir um lance genial, provavelmente dormia. Com enorme emoção, lances acrobáticos de tirar o fôlego, o Jogo das Estrelas deste domingo vai entrar para a história como um dos melhores, senão o melhor de todos os tempos.

Lágrimas, bela homenagem a Kobe, show de basquete. Jogo das Estrelas emocionou

Com a tecnologia avançada, as pessoas deviam guardar para sempre o jeito americano, com enorme pitada canadense, a maneira de se eternizar um ídolo e de brindar o público com um espetáculo de verdade. Sim, o último All Star de Kobe Bryant na NBA foi magnífico. Uma festa de dar inveja a qualquer um esportista.

Escutar do lendário Magic Johnson que nunca mais haverá um jogador como ele nos Lakers é de arrepiar. Palavras de gênio são indiscutíveis. E lógico que não dá para segurar as lágrimas. Kobe ficou com olhos marejados.

Após 20 anos de brilhante carreira com a camisa amarela de Los Angeles, o mais votado para o All Star da NBA era a atração da noite no Canadá em seu 18° jogo entre os maiores.

Lágrimas, bela homenagem a Kobe, show de basquete. Jogo das Estrelas emocionou

Ver todo mundo gritando "Kobe, Kobe", quando ele definitivamente se aposentou do Jogo das Estrelas, restando pouco mais de um minuto, foi marcante. Já havia sido no anúncio de sua entrada, com direito a fogos.

Kobe viu os monstros da NBA o reverenciando num vídeo, recebeu palmas e carinho. E agradeceu. Nós é que devemos agradecê-lo. Gênios deviam ser eternos, jogar a vida toda. Mas o corpo pede um descanso.

Aos 37 anos, um menino ainda, Kobe vê suas limitações físicas darem números finais à carreira. Temos ainda alguns joguinhos para curtir sua magia. Pena os Lakers estarem tão fracos.

All Star Games agora é coisa do passado. Mas temos os vídeos. Seus 10 pontos, 7 assistências e cinco rebotes nos Canadá. Sua despedida linda, só com feras do seu lado.

Lágrimas, bela homenagem a Kobe, show de basquete. Jogo das Estrelas emocionou

Tudo o que ele fez de melhor, fizeram por ele neste domingo. Westbrook ganhou o MVP pelo segundo ano seguido após cravadas sensacionais. Stephen Curry fechou o jogo com cesta de três do meio da quadra e o placar acabou co recorde de pontos: 369 diante de 321 de outra edição.
Recordes, marcas surpreendentes tido o que Kobe sempre buscou e conseguiu.

Lágrimas, bela homenagem a Kobe, show de basquete. Jogo das Estrelas emocionou

E, claro, com mais uma vitória. O Oeste fez 196 a 173. O Leste teve como consolo, o cestinha da noite: Paul George, com 41 pontos. Para nós, os fãs, resta só dizer um "obrigado".