OUTROS

Hospital

Author

Sentado no meu canto, observo os movimentos. Gente doente que chega, gente doente que sai, gente doente que cansa de esperar e vai embora.

O hospital é um local que sempre me causa tristeza, não por ser um local de sofrimento, pois até no sofrimento há um resquício de algo bom que havia, como a saúde, e agora não há mais. A tristeza que me causa o hospital é diferente. Não é uma tristeza qualquer. Parece-me uma tristeza de algo que poderia ser, de um lugar que poderia ser melhor, mas que por incompetência nossa não o é.

Ver famílias comuns chegando e saindo. Gente humilde e trabalhadora que nitidamente não gostaria de estar aqui, mas por um infortúnio cá está. Ver essas pessoas aqui me deixa angustiado. Reféns de um serviço ruim, de uma infraestrutura horrível, tipo animais num abatedouro clandestino que esperam a hora da morte.

Talvez no fundo o hospital seja só isso mesmo: um lugar horrível, que emana tristeza de sua essência e que nada mais poderia nos oferecer além de esticar nosso sofrimento mundano.