POLÍTICA

O que as pesquisas diziam de Lula 10 meses antes da eleição

Author

Desde 1989, Lula participou de quase todas as disputas presidenciais

O que as pesquisas diziam de Lula 10 meses antes da eleição

No último sábado, o instituto Datafolha divulgou mais uma pesquisa para intenções de voto à presidência da República. Luiz Inácio Lula da Silva lidera a disputa com 34%, seguido de Jair Bolsonaro e Marina Silva.

Desde 1989, Lula participou de todas as eleições presidenciais, à exceção de 2010 e 2014, anos nos quais o petista deu lugar a Dilma Rousseff.

Pesquisando em acervos, realizamos um estudo a respeito de como estavam todas as intenções presidenciais das eleições que Lula participou, no mesmo tempo de agora – ou seja, cerca de 10 meses antes do pleito.

O resultado, a seguir:

1. 10 meses antes da eleição de 1989

O que as pesquisas diziam de Lula 10 meses antes da eleição

- Leonel Brizola (PDT): 20%

- Silvio Santos (sem partido): 19%

- Lula (PT): 14%

- Antonio Ermirio de Moraes: 11%

- Mario Covas (PSDB): 10%

- Jânio Quadros: 5%

- Ulysses Guimaraes: 5%

Quem foi eleito presidente: Fernando Collor de Mello.

Em pesquisa realizada no dia 4 de dezembro de 1988, o Datafolha constatou que Lula estava em terceiro lugar na disputa presidencial. À sua frente, estavam o ex-governador do Rio Grande do Sul Leonel Brizola e o apresentador de televisão Silvio Santos. Vale ressaltar que tratou-se da primeira participação direta da população na escolha do presidente desde o fim da Ditadura Militar.

Nenhuma eleição presidencial reuniu tantos personagens emblemáticos como a de 1989. Lideranças históricas como Ulysses Guimarães, Leonel Brizola e Mario Covas, forças políticas emergentes como o próprio Lula e Fernando Collor de Mello e figuras folclóricas como Paulo Maluf disputaram o pleito. Silvio Santos, vale lembrar, desistiu da corrida presidencial antes mesmo dela começar.

Dez meses depois da pesquisa, Collor - que não aparecia nas intenções iniciais por não ter formalizado a candidatura - e Lula foram ao segundo turno, com 30,47% e 17,18% dos votos, respectivamente. O candidato petista foi derrotado por Collor, que sagrou-se presidente da República com 53% dos votos.

2. 10 meses antes da eleição de 94

O que as pesquisas diziam de Lula 10 meses antes da eleição

- Lula (PT): 31%

- José Sarney (PMDB): 16%

- Paulo Maluf (PPR): 12%

- Leonel Brizola (PDT): 8%

- Fernando Henrique Cardoso (PSDB): 7%

- Antônio Carlos Magalhaes (PFL): 5%

Quem foi eleito presidente: Fernando Henrique Cardoso.

Em 21 de novembro de 1993, o instituto Datafolha realizou pesquisa que mostrou que Lula liderava as intenções de voto para as eleições do ano seguinte. Em segundo e terceiro lugares estavam, respectivamente, José Sarney e Paulo Maluf, então prefeito de São Paulo. Fernando Henrique Cardoso, vencedor do pleito, figurava apenas na 5ª posição.

A eleição foi marcada por diversas viradas durante o período de pesquisas. Uma campanha voltada à efetividade do Plano Real, no entanto, fez com que Fernando Henrique Cardoso fosse eleito logo no primeiro turno, com 54,24% dos votos. Lula teve 27,07% do total.

3. 10 meses antes da eleição de 98

O que as pesquisas diziam de Lula 10 meses antes da eleição

- Fernando Henrique Cardoso (PSDB): 35%

- Lula (PT): 20%

- Paulo Maluf: 10%

- José Sarney (PMDB): 10%

- Ciro Gomes (PPS): 6%

- Enéas Carneiro (PRONA) 3%

Quem foi eleito presidente: Fernando Henrique Cardoso.

No dia 28 de dezembro de 1997, o Instituto Datafolha realizou pesquisa que mostrava que Lula estava em segundo lugar na corrida presidencial. À sua frente, estava o então presidente da República Fernando Henrique Cardoso. Paulo Maluf figurava na terceira posição.

A eleição de 1998 ficou marcada pela polêmica em torno do projeto que garantiu a legalidade da reeleição. Ela passou a ser permitida depois de uma intensa manobra política orquestrada por FHC. O fato é repleto de dúvidas e incertezas até hoje.

Posteriormente, o candidato psdbista foi reeleito no primeiro turno, com 53,06% dos votos. Lula teve 31,71%. Ciro Gomes e Enéas Carneiro ficaram em terceiro e quarto, respectivamente.

4. 10 meses antes da eleição de 2002

O que as pesquisas diziam de Lula 10 meses antes da eleição

- Lula (PT): 31%

- Roseana Sarney (PFL): 21%

- Ciro Gomes (PPS): 11%

- Itamar Franco (PMDB): 8%

- Enéas (PRONA): 3%

- Tasso Jereissati (PSDB): 2%

Quem foi eleito presidente: Lula.

Em dezembro de 2001, o Instituto Datafolha mostrou que Lula liderava a corrida presidencial para 2002. Em segundo e terceiro lugares, estavam Roseana Sarney e Ciro Gomes, respectivamente.

Durante o segundo mandato de FHC, uma grave crise econômica atingiu o Brasil. A campanha presidencial ficou marcada por propostas econômicas dos candidatos. Lula, por exemplo, se viu obrigado a escrever a “Carta ao Povo Brasileiro”, com o intuito de mostrar ao mercado que sua candidatura não significaria um aprofundamento da crise.

Posteriormente, Luiz Inácio Lula da Silva enfim foi eleito Presidente da República, em disputa no segundo turno contra José Serra, do PSDB. O petista contou com 61,27% dos votos. Tasso Jereissati, que chegou a aparecer com destaque nas pesquisas, não se candidatou.

5. 10 meses antes da eleição de 2006

O que as pesquisas diziam de Lula 10 meses antes da eleição

- José Serra (PSDB): 36%

- Lula (PT): 29%

- Garotinho (PMDB): 10%

- Heloisa Helena (PSOL): 5%

Quem foi eleito presidente: Lula.

Em 13 de dezembro de 2005, o Instituto Datafolha mostrou que José Serra, do PSDB, era o favorito à eleição. Lula aparecia apenas em segundo lugar, seguido por Anthony Garotinho.

A eleição de 2006 consolidou a rivalidade entre PT e PSDB, que passaram a dominar as disputas presidenciais desde então.

No fim, Lula foi reeleito no segundo turno, com 60,83% dos votos, contra 39,17% de Geraldo Alckmin, que substituiu José Serra como o candidato do PSDB.

6. 10 meses antes da eleição de 2018

O que as pesquisas diziam de Lula 10 meses antes da eleição

- Lula (PT): 34%

- Jair Bolsonaro (PP): 17%

- Marina Silva (Rede): 9%

- Geraldo Alckmin (PSDB): 6%

- Ciro Gomes (PDT): 6%

- Joaquim Barbosa (sem partido): 5%

No último sábado, a pesquisa do Datafolha mostrou que Lula lidera as pretensões de voto para 2018. Em segundo e terceiro lugar estão, respectivamente, Jair Bolsonaro e Marina Silva.

O primeiro turno das eleições de 2018 está marcado para o dia 7 de outubro.