WOMEN

Globo de Ouro 2018 | Os indicados e a mensagem política da premiação

Author

“Big Little Lies” e “A Forma da Água” lideram indicações na TV e cinema, respectivamente 

Globo de Ouro 2018 | Os indicados e a mensagem política da premiação

A premiação do Globo de Ouro, realizada pela Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood, já anunciou os indicados para a edição de 2018, uma lista bastante surpreendente, mas ao mesmo tempo bem prazerosa. E nós explicamos porquê.

Antes de qualquer coisa, vale destacar isso: a discussão sobre violência sexual não vai ficar de fora mais dessas premiações. Para começo de conversa, a agência de talentos CAA (Creative Artists Agency), que tem uma tradicional festa pré e pós evento, cancelou as festas e vai reverter a verba em doações a um fundo de defesa legal para vítimas de assédio e abuso sexual no geral, o que pode ser visto também como uma mensagem em prol de um ambiente mais seguro em Hollywood. A decisão vem em meio a repercussão dos casos de denúncia contra nomes como Harvey Weinstein, Kevin Spacey e Louis C.K, e o objetivo é contribuir a homens e mulheres que não podem pagar por uma boa defesa nos tribunais como celebridades.

Entrando propriamente nas séries e filmes mencionados, também vemos uma tendência politizada. “Todo Dinheiro do Mundo”, filme de Ridley Scott que chegou a lançar trailer com Kevin Spacey, e depois dos escândalos substituiu o ator e regravou as cenas com Christopher Plummer, ganhou três indicações. O público ainda não pode conferir o resultado, e embora os atores mereçam o reconhecimento, não podemos negar a força que tem por trás dessa notícia. Ainda mais porque o próprio Plummer pode vencer como melhor ator, e Scott como diretor (a terceira vai para Michelle Williams). O filme atrasou o lançamento, mas os esforços compensaram - fica a dica para futuros casos como esse.

“A Forma da Água”, de Guillermo del Toro, que entrou como recordista com sete indicações, também foi uma boa notícia. O longa que mostra o afeto entre uma faxineira e uma criatura verde, aborda a temática da conciliação e de “abraçar o diferente”, algo que, em tempos de Trump e discurso de ódio, no mínimo traz uma mensagem de paz e união. “Corra”, o filme de terror que revolucionou o gênero ao cutucar em racismo, e também pode levar estatueta para casa, entra nesse mesmo valor social.

Falando de TV especificamente, “Big Little Lies” lidera com seis indicações. Depois de estarem arrasando em termos de crítica e pública, foi mais do que merecido. Sem contar que aborda a questão da violência contra a mulher e é protagonizado por mulheres incríveis e personagens bem desenvolvidos. Não foi uma surpresa, mas foi uma ótima confirmação.

Por outro lado, uma grande pena foi a categoria de melhor direção em cinema ter esnobado as mulheres. Patty Jenkins, de “Mulher Maravilha”, ficou de fora de qualquer menção, e ninguém está gostando que esnobaram o longa, que bateu vários recordes e foi considerado, por muitos, o melhor filme do universo DC. Não bastasse, "Lady Bird", filme que está despontando Greta Gerwig como um jovem talento e uma das melhores diretores da geração, foi esnobada nesse quesito, já que ganhou outras menções. Veja bem, não que os cinco indicados não sejam bons, mas há o que se criticar na escolha.

Enfim, confira a lista completa e faça suas conclusões:

CINEMA

Melhor filme dramático

"Me chame pelo seu nome"

"Dunkirk"

"The post"

"A forma da água"

"Três anúncios para um crime"

Melhor ator em filme dramático

Timothée Chalamet, "Me chame pelo seu nome"

Daniel Day Lewis, "Trama fantasma"

Tom Hanks, "The post: A guerra secreta"

Gary Oldman, "O destino de uma nação"

Denzel Washington, "Roman J. Israel, Esq."

Melhor atriz de filme dramático

Jessica Chastain, "A grande jogada"

Sally Hawkins, "A forma da água"

Frances McDormand, "Três anúncios para um crime"

Meryl Streep, "The post: A guerra secreta"

Michelle Williams, "Todo o dinheiro do mundo"

Melhor diretor

Guillermo del Toro, "A forma da água"

Martin McDonagh, "Três anúncios para um crime"

Christopher Nolan, "Dunkirk"

Ridley Scott, "Todo o dinheiro do mundo"

Steven Spielberg, "The Post"

Melhor filme de comédia ou musical

"O artista do desastre"

"Corra!"

"O rei do show"

"I, Tonya"

"Lady Bird: é hora de voar"

Melhor atriz em filme de comédia ou música

Judi Dench, "Victoria e Abdul: o confidente da rainha"

Helen Mirren, "The Leisure Seeker"

Margot Robbie, "I, Tonya"

Saoirse Ronan, "Lady Bird"

Emma Stone, "A guerra dos sexos"

Melhor ator em filme de comédia ou musical

Steve Carell, "A guerra dos sexos"

Ansel Elgort, "Em ritmo de fuga"

James Franco, "O artista do desastre"

Hugh Jackman, "O rei do show"

Daniel Kaluuya, "Corra!"

Melhor atriz coadjuvante

Mary J. Blige, "Mudbound"

Hong Chou, "Pequena grande vila"

Allison Janney, "I, Tonya"

Laurie Metcalf, "Lady Bird: É hora de voar"

Octavia Spencer, "A forma da água"

Melhor ator coadjuvante

Willem Dafoe, "Projeto Flórida"

Armie Hammer, "Me chame pelo seu nome"

Richard Jenkins, "A forma da água"

Christopher Plummer, "Todo o dinheiro do mundo"

Sam Rockwell, "Três anúncios para um crime"

Melhor animação

"O Poderoso Chefinho"

"The Breadwinner"

"Viva: A vida é uma festa"

"O touro Ferdinando"

"Com amor, Van Gogh"

Melhor canção original

"Home", "O touro Ferdinando"

"River", "Mudbound"

"Viva: a vida é uma festa"

"The star", "The star"

"This is me", "O rei do show"

Melhor trilha sonora

Carter Burwell, "Três anúncios para um crime"

Alexander Desplat, "A forma da água"

Johnny Greenwood, "Trama fantasma"

Hans Zimmer, "Dunkirk"

John Williams, "The post: a guerra secreta"

Melhor filme estrangeiro

"Uma mulher fantástica" (Chile)

"First they killed my father" (Camboja)

"In the fade" (Alemanha)

"Loveless" (Rússia)

"The square" (Suécia)

Melhor roteiro

"A forma da água"

"Lady Bird"

"The Post: a guerra secreta"

"Três anúncios para um crime"

"A grande jogada"

TV

Melhor série dramática

"The Crown"

"Game of Thrones"

"The Handmaid's Tale"

"Stranger things"

"This is us"

Melhor série de comédia ou musical

"Blackish"

"The Marvelous Mrs. Maisel"

"Master of None"

"Smilf"

"Will & Grace"

Melhor minissérie ou telefilme

"Big Little Lies"

"Fargo"

"Feud"

"The Sinner"

"Top of the Lake"

Melhor atriz em série dramática

Caotriona Balfe, "Outlander"

Claire Foy, "The Crown"

Maggie Gylenhaal, "The Deuce"

Katherine Langford, "13 Reasons Why"

Elisabeth Moss, "Handmaid's Tale"

Melhor ator em série dramática

Jason Bateman, "Ozark"

Sterling K. Brown, "This is Us"

Freddie Highmore, "The Good Doctor"

Bob Odenkirk, "Better Call Saul"

Liev Schreiber, "Ray Donovan"

Melhor ator em série de comédia ou musical

Anthony Anderson, "Black-ish"

Aziz Ansari, "Master of none"

Kevin Bacon, "I love Dick"

William H. Macy, "Shameless"

Eric McCormack, "Will and Grace"

Melhor atriz em série de comédia ou musical

Pamela Adlon, "Better things"

Alison Brie, "Glow"

Rachel Brosnahan, "The Marvelous Mrs. Maisel"

Issa Rae, "Insecure"

Frankie Shaw, "Smilf"

Melhor ator em minissérie ou telefilme

Robert de Niro, "O Mago das Mentiras"

Jude Law, "Young Pope"

Kyle Maclachlan, "Twin Peaks"

Ewan McGregor, "Fargo"

Geoffrey Rush, "Genius"

Melhor atriz em minissérie ou telefilme

Jessica Biel, "The Sinner"

Nicole Kidman, "Big Little Lies"

Jessica Lange, "Feud"

Susan Sarandon, "Feud"

Reese Witherspoon, "Big Little Lies"

Melhor atriz coadjuvante em série, minissérie ou telefilme

Laura Dern, "Big Little Lies"

Ann Dowd, "Handmaid's Tale"

Chrissie Metz, "This is Us"

Michelle Pfeifer, "Wizard of Lies"

Shailene Woodley, "Big Little Lies"

Melhor ator coadjuvante em série, minissérie ou telefilme

David Harbour, "Stranger things"

Alfred Molina, "Feud: Bette and Joan"

Christian Slater, "Mr. Robot"

Alexander Skarsgard, "Big Little Lies"

David Thewlis, "Fargo"