VIAGEM

Pé na estrada: fuja pra Ibitipoca, a pousada cravada entre vales e cachoeiras

Author

Por: Juliana A. Saad jusaad1

Pé na estrada: fuja pra Ibitipoca, a pousada cravada entre vales e cachoeiras

Nos arredores da pitoresca cidadezinha de Lima Duarte, Minas Gerais, cravada em meio a um mar de montanhas, matas e rios, a Pousada Reserva do Ibitipoca exala aquele refinamento simples que permeia as boas coisas do nosso país e encanta quem busca experiências naturalmente aconchegantes. A área verde da reserva ambiental privativa de 3.600 hectares, a 900 metros de altitude, cerca a Fazenda do Engenho. Ali um belo casarão colonial de 1715 ganhou novos ares com o projeto intimista de Helio Pelegrino, Marcia Muller e Maneco Quinderé, que apuradamente mantiveram as características originais às quais incorporaram mordomias modernas e muito charme.

Pé na estrada: fuja pra Ibitipoca, a pousada cravada entre vales e cachoeiras

A sede com vista para o lago tem suítes mega aconchegantes - que variam do estilo contemporâneo ao tradicional - e recebem os hóspedes com mobiliário primoroso, pisos aquecidos, convidativas banheiras vitorianas, duchas especiais, enxovais em algodão egípcio, travesseiros de plumas e muito conforto. Além delas, casas de montanha oferecem opções de hospedagem mais privativas e acomodam duas ou mais pessoas. Chique desencanado de fazenda mineira em meio à natureza exuberante.

Pé na estrada: fuja pra Ibitipoca, a pousada cravada entre vales e cachoeiras

Os quitutes e pratos mineiros fazem bonito no café da manhã, almoço e jantar. Dos pães aos queijos, tudo é produzido na sede da fazenda. E dá-lhe broas de fubá, sequilhos e pão de queijo quentinhos escoltados por café do Engenho e leite fresco! Do fogão à lenha saltam pratos como leitoa assada, frango caipira, tutu de feijão... para arrematar doces mineiros: goiabada com queijo, doce de leite. À noite, jantares sofisticados (com menus preparados pelo chef Claude Troisgros) fazem um gostoso contraponto.

Mas se só imaginar você já engorda 3 kg, não esquente... eles podem ser facilmente dissolvidos nas trilhas até a Pedra do Gavião (1500 metros), braçadas nas cachoeiras, nas cavalgadas (em ‘raçudos’ e bem-cuidados Anglo-Árabes e Mangalargas) e nas caminhadas pela reserva, acompanhadas por guias locais.

Imponentes jabuticabeiras fazem sombra gostosa para papos, leituras e sonecas e o spa fica em um antigo paiol. Ali são feitas massagens e tratamentos utilizando óleos e cremes naturais feitos exclusivamente para a Pousada.

Pela manhã e ao entardecer há aulas de yoga e alongamento. A sauna à lenha com vista para a Pedra do Gavião e a hidro externa de pedras encimada pelo céu estrelado, são um convite ao relax. São muitas as escolhas em meio à paisagem onde palpitam cachoeiras que formam praias naturais (que ganham estrutura especial com espreguiçadeiras e bar).

Pé na estrada: fuja pra Ibitipoca, a pousada cravada entre vales e cachoeiras

Seja qual for a sua, a gentileza do serviço recheado pelo sotaque e o sorriso típicos dos mineiros, combinado ao requinte das instalações e à beleza da paisagem natural, fazem da Reserva da Ibitipoca um dos lugares mais bacanas do momento e uma experiência genuinamente brasileira. Sorte nossa!

Reservas: ibiti.com

Distância: Fica Zona da Mata mineira, a 580 km de São Paulo e 260 km do Rio.