DINHEIRO

5 investimentos isentos de imposto (que não são a poupança)

Author

Acabou nesta segunda-feira, 30 de abril, o prazo para a declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física deste ano. Se você faz parte das cerca de 28 milhões de pessoas que tiveram que declarar rendimentos em 2018, provavelmente também terminou, olhou para sua vida financeira resumida naquele PDF e pensou: pra que eu tô pagando tanto imposto mesmo?

Pixabay
Pixabay

É frustrante.

Mas pelo menos em alguns momentos, dá para escapar da mordida do leão. Na hora de investir, por exemplo, existem opções além da básica poupança que são isentas de imposto de renda. Isso mesmo: seu ganho com esses investimentos é só seu.

Conheça algumas alternativas:

LCI

A Letra de Crédito Imobiliário é um título emitido por instituições financeiras que usam os recursos obtidos para financiar imóveis e outros projetos imobiliários para seus clientes. É um título de renda fixa, ou seja: você sabe quanto a aplicação vai render no momento em que coloca seu dinheiro. A maneira mais simples de ter acesso é via corretora de valores ou bancos. Mas fique atento: assim como em outras aplicações, os bancos costumam oferecer taxas um pouco menos atraentes do que as instituições menores.

LCA

A opção é muito parecida com a LCI do ponto de vista do investidor. As Letras de Crédito do Agronegócio, porém, são os títulos que os bancos usam para arrecadar fundos no financiamento de projetos do setor agrícola. Também é um investimento de renda fixa e também está disponível em bancos e corretoras de valores.

CRI

O Certificado de Recebíveis Imobiliários também é um título usado para financiar projetos imobiliários. Eles te pagam juros em troca de seu empréstimo. A diferença básica para as LCIs, além do investimento mínimo ser geralmente mais alto, é o fato de que são emitidos por securitizadoras. Pode ter uma remuneração pré-definida ou atrelada a uma taxa de juros específica.

CRA

Para os Certificados de Recebíveis do Agronegócio, podemos traçar o mesmo paralelo com a LCA: forma de arrecadas recursos para projetos do agronegócio, porém emitidos por securitizadoras.

Debêntures Incentivadas

As debêntures, em geral, são um título de renda fixa que empresas vendem para o mercado para financiar suas operações em troca de juros pré-definidos (renda fixa). Já as debêntures incentivadas são uma categoria desses papéis que, por conta de uma lei, têm alguns benefícios para “incentivar” investidores como você a escolhe-las. Um desses benefícios é a isenção de imposto de renda sobre o lucro obtido. Este título geralmente é usado para financiar projetos de infraestrutura e, pela relevância para o desenvolvimento do país, recebem essa vantagem.