MUNDO

Os 10 melhores países do mundo para ser freelancer

Author

Não é uma vida fácil, mas nestes países pode ser um pouco menos complicado

Imagem: Pexels
Imagem: Pexels

Ser trabalhador autônomo não é fácil. A vida de freelancer é basicamente igual a de um empreendedor: muito tempo investido em construir uma carteira de clientes, instabilidade financeira constante e dificuldade para lidar com burocracias mil.

Mas em alguns países do mundo, porém, a coisa pode ser um pouco menos complicada. Pelo menos é o que diz o site inglês Expert Market, que listou os 10 melhores países do mundo para ser freelancer.

Surpresa: Hong Kong aparece na dianteira. O fácil acesso ao crédito e as menores taxas para autônomos colocam a região no topo. O dia a dia facilitado também foi apontado como uma vantagem, já que Hong Kong tem um moderno sistema de transporte do mundo.

-----
Esse é só um lado da história. Veja outro:

-----


Logo em seguida, vem o sonho americano. Os Estados Unidos ficam em segundo lugar. Lá, o acesso a diferentes tipos de financiamento transforma o país numa terra de oportunidades, diz o site.

O leste europeu também tem representantes na lista, especialmente pelo baixíssimo custo de vida.

A pesquisa considerou oito fatores em 57 países: custo de vida, taxas de impostos, acesso ao crédito, velocidade média da internet, redes de transporte, disponibilidade de wifi gratuito, custo do café (não só relevante para um trabalhador, mas bom termômetro para gastos do dia a dia) e facilidade de iniciar um negócio. Quer ser seu próprio chefe? Confira os países que mais oferecem condições para isso, segundo o Expert Market:

1- Hong Kong

2 – Estados Unidos

3 – Coreia do Sul

4 – Emirados Árabes

5 – Reino Unido

6 – Espanha

7 – Nova Zelândia

8 – Estônia

9 – Bulgária

10 – República Tcheca