DINHEIRO

Tem uma empresa se dando muito bem com a demissão do presidente da Petrobras

Author

A greve dos caminhoneiros e o jeito no mínimo estranho que um governo dito liberal a gerenciou causou um efeito inesperado.

Pedro Parente, ainda com o crachá da Petrobras. Crédito: José Cruz/Agência Brasil, via Fotos Públicas
Pedro Parente, ainda com o crachá da Petrobras. Crédito: José Cruz/Agência Brasil, via Fotos Públicas

Pedro Parente, claramente discordando do que, convenhamos, foi sim uma intervenção federal na Petrobras, pediu demissão do cargo de presidente da estatal do petróleo.

O mercado gosta muito de Parente. Por isso, não gostou nada da demissão. As ações da empresa sofreram muito por conta disso e chegaram a cair mais de 20% logo após o anúncio.

Mas tem uma companhia se dando muito bem com a notícia. É a produtora de alimentos BRF, que subiu mais de 8% ao longo do dia com a demissão do executivo.

De um lado, uma produtora de petróleo. De outro, fabricante de comida processada. E sua cabeça agora deve ter dado um nó.

O fato é Pedro Parente, além de presidente (agora ex) da Petrobras, é também presidente do conselho de administração da BRF. E há muito tempo, o tal do mercado, essa entidade que ninguém sabe, ninguém viu, vem especulando se ele poderia virar o presidente de fato da empresa.

Repetindo: o mercado gosta muito de Parente.

Só a ideia de que o executivo agora tem o caminho livre para um novo emprego, já foi motivo para a BRF ser bastante beneficiada com a saída dele da Petrobras.