POLÍTICA

Harvard além de Anitta: como foram as edições passadas do evento que agora quer palestra da cantora

Author

Brazil Conference sempre busca palestrantes de temas variados, mas política e negócios costumam permear a maior parte das discussões

Harvard além de Anitta: como foram as edições passadas do evento que agora quer palestra da cantora

Anitta canta no aniversário de São Paulo - Leon Rodrigues/SECOM (via Agência Fotos Públicas)

Existe uma boa chance de Anitta ir representar o Brasil nos Estados Unidos, em um evento anual de peso que discute temas variados sobre o país. A cantora foi convidada para participar do Brazil Conference, organizado pela comunidade brasileira de estudantes de Harvard e do MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts).

Se aceitar participar da conferência, que acontece desde 2015, Anitta vai colocar seu nome ao lado de outros de muito peso. Apesar de buscar sempre temas muito variados e especialistas ou expoentes de diversas áreas, a Brazil Conference se destaca especialmente pelo debate de temas políticos e do mundo dos negócios. Vide a edição de 2016, que tinha como tema "O Brasil e a Crise".

Naquele ano, Rodrigo Janot, que na ocasião era procurador-geral da República, abriu o evento. Falou sobre Lava Jato e sobre o desafio de ter no centro das investigações grandes autoridades do país.

O empresário Abílio Diniz, que na época já havia saído do Grupo Pão de Açúcar e entrado no conselho de administração do Carrefour, também palestrou. Deu sua visão pessoal sobre a crise que se instalava no Brasil, mas colocou o foco de sua apresentação em suas estratégias de negócios no varejo brasileiro.

A edição de 2017 do evento com certeza foi a mais quente. A conferência conseguiu reunir nos Estados Unidos nomes como o de Marina Silva, do publicitário Nizan Guanaes, do economista Armínio Fraga, da fundadora da rede Magazine Luiza, Luiza Trajano, e do ator Wagner Moura.

Em meio a debates políticos que já anunciavam o ano eleitoral de 2018, um dos destaques no ano passado foi a palestra de Dilma Rousseff, falando na ocasião como ex-presidente do país. Por cerca de quarenta minutos, Dilma deu sua perspectiva sobre o processo de impeachment que sofreu. Logo após, foi sabatinada sobre o assunto e, nesse ponto, defendeu a necessidade de uma reforma política no Brasil, uma vez que a fragmentação de partidos, em sua visão, dificulta a governabilidade do país.

Outro destaque foi a presença do juiz federal Sergio Moro, responsável pelos processos oriundos da Lava Jato que tramitam em Curitiba. Ovacionado pelo público em sua entrada, ele foi entrevistado e falou sobre a operação, política criminal e sua vida pessoal e carreira.

Ainda em 2017, o megainvestidor Warren Buffett e o empresário Jorge Paulo Lemann, homem mais rico do país e empresário na dianteira de diversas multinacionais, foram entrevistados juntos. Advinha sobre o que? Dinheiro (negócios, investimentos...), claro.

A presença de Anitta na edição de 2018, que acontece nos dias 6 e 7 de abril, ainda não está confirmada. Também não há detalhes sobre qual será o tema da palestra da cantora, caso aceite o convite. Mas o vídeo produzido para anunciar o evento dá uma boa dica, uma vez que mostra que os temas devem girar em torno da recuperação do país pós-crise e das soluções inovadoras para isso: