DINHEIRO

Lucro das empresas na bolsa cresce 17% em 2017. Conheça as campeãs

Author

Com 23 instituições, setor bancário foi o que mais fez dinheiro no ano passado

Lucro das empresas na bolsa cresce 17% em 2017. Conheça as campeãs
Mina de ferro S11D, da Vale. Crédito: Agência Vale, via Fotos Públicas

Encerrada a temporada de balanço, é hora de analisar como as empresas de capital aberto se saíram no ano passado. E segundo a empresa de pesquisas financeiras Economatica, muito bem, obrigada.

Eles fizeram um estudo com 295 empresas que negociam suas ações na bolsa brasileira e concluíram que elas, juntas, lucraram R$ 144 bilhões. Sim, BILHÕES. O valor é 17% maior do que o lucro alcançado em 2016.

Não surpreendentemente, o setor bancário foi o que mais lucrou. Com 23 instituições, o ganho foi de R$ 63,1 bilhões, crescimento de 12,27% com relação ao ano de 2016. A máxima de que banco consegue lucrar com produtos para qualquer momento econômico já havia sido antecipada num estudo bem específico, da própria Economatica:

O setor de mineração ficou em segundo lugar, com um lucro de R$ 17,4 bilhões, crescimento de 22,8% sobre 2016. Essa indústria é bem menor que a bancária e reúne apenas três empresas listadas em bolsa. Assim, o resultado do setor tem um único carro-chefe que vale por uma dezena de empresas, a Vale.

Em terceiro lugar ficou o setor energia elétrica (sem considerar o resultado da Eletrobras), que lucrou R$ 9,9 bilhões no ano passado. Parece um número bom, mas não é. Apesar de ser o terceiro maior lucro setorial, as 33 empresas que compõem essa indústria viram o valor cair 25,3% sobre o resultado de 2016. Do mesmo jeito que a Vale foi a mocinha de mineração, aqui o vilão tem o nome e sobrenome: Transmissão Paulista. Em 2017, a concessionária registrou queda de R$ 3,56 bilhões em seu lucro.

Veja as empresas que tiveram os maiores lucros de 2017, segundo a Economatica:

Lucro das empresas na bolsa cresce 17% em 2017. Conheça as campeãs