FUTEBOL

Higuaín mantém a sua sina e falhou na hora decisiva - de novo

Author
Higuaín mantém a sua sina e falhou na hora decisiva - de novo

(Juventus / Divulgação)

Higuaín é conhecido no mundo todo. Todos se lembram dele, até quem não curte muito futebol. Não pela ótima média de gols que tem no futebol italiano ou por partidas épicas pela seleção argentina. Mas, sim, por ter a sina de falhar sempre na hora decisiva. Tudo parece estar azul para o atacante, mas ele falha.

A fama pegou de verdade depois de jogos pela seleção argentina. Quem não lembra o gol que ele perdeu na final da Copa de 2014, em pleno Maracanã, frente a frente com o goleiro alemão Neuer? E também outras chances em duas finais de Copa América.

Pois é. Abertura das oitavas de final da Champions, a Juventus, finalista da última temporada, recebeu o Tottenham em casa. E começou arrasador. Em nove minutos, 2 a 0, dois gols de quem? Dele mesmo. Higuaín. Parecia um céu de brigadeiro. Alegria pura. Mas o Tottenham diminuiu. E no fim do primeiro tempo, Pipita, como é conhecido o atacante, teve chance de cobrar um pênalti e fazer o seu terceiro gol no jogo. Mas aí...

Sério. De novo Higuaín falhou numa hora decisiva. Frente a frente com o goleirão, um pênalti para encaminhar a vaga e deixar o jogo de volta mais tranquilo. Uma pancada cega no travessão.

Ninguém realmente ficou surpreso.

É algo quase meio místico mesmo.

O pior de tudo é que o Tottenham empatou a partida em 2 a 2 e agora pode se classificar até com um empate em 1 a 1 na Inglaterra. Incrível, Higuaín.