FUTEBOL

No meio da crise do Real Madrid, Cristiano Ronaldo bateu um recorde

Author
No meio da crise do Real Madrid, Cristiano Ronaldo bateu um recorde

(Twitter / Real Madrid)

A água estava no pescoço do Real Madrid com uma crise sem precedente após as últimas temporadas de glória. Quarto colocado no Campeonato Espanhol, praticamente sem chances de tirar o título do Barcelona, o clube tinha de defender a posição entre os quatro primeiros colocados para garantir a vaga na próxima Champions League.

O confronto prometia ser indigesto. O terceiro colocado, Valencia, cinco pontos à frente, fora de casa. Muito pressionado, o Real Madrid colocou o bloco na rua e voltou à velha forma: 4 a 1 com um gol de Marcelo, um gol de Kroos e dois de Cristiano Ronaldo. Quarta posição garantida, dois pontos à frente do quinto Villareal. Um alívio. É até no meio desse furacão houve tempo para Cristiano arrumar um novo recorde.

Nesta temporada, o português está lutando para voltar à sua rotina: tinham sido apenas seis gols em mais de um turno do Campeonato Espanhol. Agora ele chegou a oito. E fez um deles de pênalti, o que lhe conferiu a marca gloriosa: é agora o jogador que mais cobrou penalidades na história da liga espanhola, com 72. Nem todos foram no gol: ele perdeu 11 pênaltis. Mas no geral cobrou um a mais do que Hugo Sánchez, ex-jogador do Atlético de Madrid, que cobrou 71 pênaltis no Espanhol. O levantamento foi feito pelo jornal Marca. Se vocês acharam que o português estava na pior...