NOTÍCIAS

Canadá usa inteligência artificial para combater suicídios

Author

Programa do governo vasculha redes sociais e joga os dados em software analítico para buscar padrões de comportamento suspeitos

Canadá usa inteligência artificial para combater suicídios

(Foto: Creative Commons)

O governo do Canadá começa neste mês um programa piloto para prevenção de suicídios. Para isso, vai usar uma combinação de inteligência artificial com dados das redes sociais.

Quem desenvolveu a tecnologia foi a empresa Advanced Symbolics, que checará com seus algoritmos cerca de 160 mil contas no Facebook e outras redes para detectar discussões relacionadas ao assunto. A ideia é usar dados públicos, e não conversas privadas, para encontrar padrões de comportamento e calcular riscos de os usuários cometerem suicídio.

O Facebook anunciou, no mês passado, que estava desenvolvendo uma tecnologia parecida para aumentar o seu já existente plano de prevenção ao suicídio. A diferença é que a rede social individualiza os casos (ou seja, ela ativamente entra em contato com as pessoas que estão passando por problemas e designam uma instituição especializada para atendê-las).

No caso do Canadá, o plano é verificar o comportamento de comunidades e agir em estágios iniciais, até três meses antes das ocorrências. Por exemplo: imagine que o programa detecte um possível aumento da taxa de suicídios numa cidade. O governo poderá, então, disponibilizar mais profissionais de saúde mental ou fazer campanhas específicas na região.

Esse projeto piloto terá duração de seis meses, com possibilidade de extensão para até cinco anos, com gasto total de US$ 400 mil.

Dados do governo local apontam que 11 pessoas cometem suicídio diariamente no país.