NOTÍCIAS

Drone chinês para passageiros está pronto para sair voando

Author

A Ehang colocou no ar seu quadricóptero tripulado – e ele é bem impressionante

Drone chinês para passageiros está pronto para sair voando

(Foto: Divulgação/Ehang)

Você entra num drone gigante, digita um endereço e a nave sai voando sozinha. Os carros autônomos ainda nem são realidade direito, mas acredite: os quadricópteros que pilotam sozinhos estão aí, e os chineses lideram essa corrida pelo táxi aéreo.

Uma fabricante chamada Ehang passou os últimos dois anos fazendo testes com um drone autônomo. Foram mais de mil voos com passageiros a cerca de 300 metros de altitude, carregando 230 quilos e percorrendo rotas de 15 quilômetros a 130 km/h.

Tudo isso deu confiança à empresa para vir a público e mostrar um vídeo com a tecnologia funcionando. O desafio agora é convencer os governos de vários países de que esse quadricóptero é seguro - a companhia pretende mostrar a novidade para o governo de Dubai, que tem o maior interesse em serviços de táxis voadores.

Esse veículo já consegue carregar um passageiro por 23 minutos. Um dos planos é aumentar a autonomia da nave. Outro, é construir um modelo que aguente duas pessoas e tenha controle manual. Hoje, se o drone tiver algum problema mecânico, é preciso usar um aplicativo remoto para pilotar.

Gigantes da tecnologia e montadoras estão numa corrida para oferecer esses veículos, acreditando que existe uma demanda para serviços de transporte de executivos nas maiores cidades do mundo. A alemã Volocopter está testando um quadricóptero parecido justamente em Dubai, onde o Uber também pretende atuar com uma frota até 2020. Mas, por enquanto, a Ehang é quem parece ter impressionado mais, com voos tripulados e horas de testes bem sucedidos.