TECNOLOGIA

É hora de instalar um antivírus no seu carro

Author

Empresa de segurança digital Trillium cria sistemas de criptografia e firewall para manter veículos inteligentes fora do alcance dos hackers

É hora de instalar um antivírus no seu carro

(Foto: Divulgação/PSA)

Os carros vão dirigir sozinhos, e não vai demorar muito. Já pensou no risco que você correrá, caso hackers tentem invadir o sistema do seu computador sobre rodas? Não é difícil imaginar um futuro em que alguém mal intencionado assuma o controle do veículo à distância e cause acidentes de propósito, usando apenas um computador e rede sem fio.

A ameaça é real, e empresas como a Trillium já estão preocupadas com isso. Essa startup começou a desenvolver criptografia, detecção de intrusos e firewall para carros. A ideia é oferecer esses programas para as montadoras enquanto os carros autônomos ainda estão em teste, mas eles já têm utilidade hoje: protegem os sistemas de entretenimento e evitam roubo de dados (afinal, sincronizar informações do celular para fazer ligações em viva-voz enquanto se dirige não é coisa do futuro).

Como a empresa explicou para o TechCrunch, você não precisará comprar um CD do antivírus ou baixar os arquivos da internet manualmente, como faz para o seu computador. Um software de segurança tende a vir instalado em todos os carros, e a Trillium é apenas uma das companhias que está levando o assunto a sério. Ela vislumbra um futuro próximo no qual as seguradoras nem aceitarão trabalhar com determinados modelos de automóvel sem ferramentas do tipo.

Por enquanto, o modelo de negócios oferecido pela startup é uma assinatura de seus serviços de segurança por 10 dólares ao mês, por veículo. Os clientes são transportadoras, hospitais com grandes frotas de ambulâncias e companhias de aluguel de limousine, por exemplo. O programa se atualiza sozinho quando uma nova ameaça é encontrada, assim como os antivírus usados no computador.

Para o momento, tudo parece muito exagerado, não é? Mas não custa se prevenir num mundo em que as máquinas estão ficando cada vez mais inteligentes e vulneráveis - as de quatro rodas também.