TECNOLOGIA

Facebook usa inteligência artificial para prevenir suicídios

Author

Sistema analisa o sentido de posts e escala moderadores humanos para falar com usuários

Facebook usa inteligência artificial para prevenir suicídios

(Foto: Creative Commons)

Há muito tempo o Facebook tem um sistema de prevenção de suicídios – o usuário entra em contato informando seus problemas, ou então um amigo reporta posts preocupantes, então a empresa busca ajudar, enviando especialistas ou tomando outras providências cabíveis. Mas agora o programa vai passar a receber a ajuda da inteligência artificial.

A rede social colocará bots para vasculhar postagens em seu ambiente virtual. Eles terão a capacidade de interpretar os sentidos dos textos, de modo que possam levantar uma bandeira vermelha caso encontrem publicações com padrões aparentemente suicidas. Então os moderadores humanos da companhia poderão entrar em contato com as instituições que oferecem ajuda às pessoas com problemas no local onde elas moram.

Somente nos Estados Unidos, 80 entidades de auxílio a potenciais suicidas já estão a postos, e o Facebook diz que também aumentou seu quadro de funcionários para desempenhar esse papel – afinal, é esperado um grande crescimento no número de pessoas precisando de ajuda, quando a tecnologia estiver inteiramente à disposição.

Na apresentação da novidade, o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, afirmou que a ideia é melhorar os sistemas de inteligência artificial para compreender as nuances da linguagem dos textos postados na rede social. “No futuro seremos capazes de identificar outros problemas, além de potenciais suicídios, incluindo diferentes práticas de bullying e ódio”.

Com o crescimento do uso de sistemas de inteligência artificial na internet, aumentou também a preocupação em relação à privacidade. Afinal, se uma empresa como o Facebook pode usar robôs para verificar o sentido de textos de potenciais suicidas, o que mais conseguirá vasculhar? As leis do Reino Unido, por exemplo, não permitem que a ferramenta seja usada por lá.