TECNOLOGIA

Nova impressora 3D é 10 vezes mais rápida que as atuais

Author

Modelo feito por alunos do MIT usa laser para acelerar o derretimento do plástico

Nova impressora 3D é 10 vezes mais rápida que as atuais

(Imagem: YouTube/MIT)

Quando as pessoas começaram a levar a sério esse negócio de impressão 3D, pelos idos de 2009, coloquei pela primeira vez as mãos num equipamento que transformava plástico derretido em objetos de verdade. Baixei da internet um projeto de algo pequeno o suficiente para fazer um teste “rápido”, sem gastar muito material, e voilà: após quase duas horas, eu tinha trazido ao mundo um maravilhoso apito - desses que você compra por uns 3 reais.

É claro que a tecnologia evoluiu bastante desde então e tem sido mão na roda para empresas tirarem as ideias do papel, imprimindo seus protótipos. O preço também caiu, e hoje é possível encontrar modelos simples custando até menos do que US$ 200. Mas o processo ainda é lento que dói, por isso alunos do MIT (o Instituto de Tecnologia de Massachusetts) estão tentando melhorar isso.

Os autores da pesquisa afirmam ter conseguido construir uma impressora 3D que trabalha até 10 vezes mais rápido que os modelos atuais. A premissa da tecnologia é exatamente a mesma: derreter plástico e reorganizá-lo em camadas, de modo que os objetos ganhem forma. As mudanças estão na cabeça de impressão, que consegue distribuir os filamentos com maior velocidade, e também no uso de um laser que derrete o material de maneira mais fácil.

Ainda não se sabe quando (ou se) a tecnologia vai para o mercado. Os professores e alunos do MIT estão discutindo se devem abrir uma empresa para produzir essas impressoras ou licenciar patentes para alguma outra companhia interessada. Mas a ideia, de uma forma ou de outra, é disponibilizar equipamentos mais velozes e baratos para empresas médias que necessitam construir protótipos.

Confira a nova máquina em funcionamento: