SAÚDE

Robôs ajudam médicos e enfermeiros em hospital japonês

Author

Instituição universitária testa máquinas que carregam medicamentos e checam pacientes

Robôs ajudam médicos e enfermeiros em hospital japonês

(Foto: Divulgação/Nagoya University Hospital)

Eles ainda não conseguem substituir os médicos e enfermeiros, administrando medicações ou colhendo sangue. Mas robôs dentro dos hospitais já não são mais coisa de ficção científica. Uma instituição universitária de Nagoya, no Japão, “contratou” quatro novos funcionários para o turno da noite - máquinas que trabalharão na ronda e entregarão remédios ou suprimentos, de acordo com o o jornal local Asahi Shimbun.

A operação dos robôs começa em fevereiro, quando eles passarão a andar de quarto em quarto verificando a situação dos pacientes. Eles serão equipados com câmeras e radares, que ajudarão o sistema a perceber situações inusitadas, como alguém pedindo ajuda. Também terão um software de direção autônoma, como nos carros.

A propósito, quem fabricou os equipamentos foi a Toyota. Ela personalizou o programa para conhecer o mapa do hospital, enxergar em 360 graus, tomar elevadores e desviar das pessoas em seu caminho. Quando necessário, o robô até dirá: “com licença, por favor deixe-me passar”.

Além de checar o estado dos pacientes, as máquinas também poderão receber comandos dos médicos e enfermeiros para buscar e entregar medicamentos, materiais ou amostras para teste. Por isso, elas têm um formato de frigobar. A ideia é que esse office boy do hospital diminua o tempo consumido por profissionais em tarefas simples, permitindo que eles se concentrem nos trabalhos mais importantes.

Os quatro robôs terão um período de experiência de um ano, quando circularão pelos departamentos cirúrgico, clínico e farmacêutico. Caso sejam bem avaliados, podem ficar definitivamente no hospital e receber o reforço de outras máquinas também nos períodos mais movimentados do dia.