TV

Escola de Atores Wolf Maya faz propaganda de mau gosto e é duramente criticada

Author
Escola de Atores Wolf Maya faz propaganda de mau gosto e é duramente criticada

Imagem: Reprodução/Twitter

Em um momento de denúncias de abuso e reflexão sobre a maneira como os homens tratam as mulheres nos bastidores do entretenimento, o vídeo de divulgação da Escola de Atores Wolf Maya causou revolta nas redes sociais. Com teor machista e de mau gosto, o conteúdo parece mais um esquete absurdo saído do Zorra Total, e foi tão criticado que a escola acabou apagando o vídeo de sua página oficial do Facebook, do Instagram e do Youtube, mas ainda o mantém no Twitter.

Com pouco menos de 20 segundos, o vídeo mostra um jovem ator, que entra em um set seguido por Wolf Maya, diretor, dono e professor da escola. Maya se vira para o rapaz e fala: "Estou esperando, cai em cima dela e beija". Ao que o rapaz se joga em cima do que seria uma garota, fora do enquadramento, e o diretor sorri, satisfeito, encarando a cena. A câmera fecha no rosto de Maya, que logo em seguida diz: "O seu sonho é ser ator? O seu sonho pode se tornar realidade". Ele então pede que o espectador se inscreva na escola, e depois se vira para o rapaz e diz: "Isso!", fazendo um estalo vulgar com os dedos.

Claramente voltada para homens (tanto que Maya refere-se ao espectador apenas no masculino), a propaganda faz uma associação perigosa e ofensiva, ligando a profissão e a arte de atuar ao "privilégio" de beijar atrizes. É como se ele dissesse: "você pode ser esse cara aqui, que está pegando uma mulher, é só se inscrever". Isso tudo, ligado ao vocabulário baixo e vulgar (desde o "cai em cima dela" até o "isso" seguido do estalo dos dedos), coloca o papel da mulher como o de um objeto de cena. 

Uma escola que já teve alunas famosas, como como Paolla Oliveira, Nanda Costa e Marjorie Estiano, deveria transmitir outros valores em suas peças publicitárias. Mas em vez disso, a mensagem que o vídeo passa é reducionista, pouco profissional, sexista e muito infeliz considerando as circunstâncias atuais. E a baixíssima qualidade da produção - do roteiro à execução, passando pela postura constrangedora do diretor - só diminui a credibilidade da instituição. E todas essas críticas foram feitas no post da própria escola, que respondia com o famoso "infelizmente vocês não entenderam nada".

Escola de Atores Wolf Maya faz propaganda de mau gosto e é duramente criticada

Depois de dezenas de críticas, a página finalmente deletou o conteúdo e não se pronunciou mais sobre o ocorrido, mas a discussão já havia sido engajada em alguns grupos do Facebook compostos de mulheres que trabalham na área. A sensação de insegurança para as profissionais do audiovisual é enorme, e os casos de abuso e assédio infelizmente não são raros. Muitos homens se aproveitam da posição de poder e da liberdade artística para tocar o corpo das colegas sem permissão e fazer todo tipo de comentário inapropriado, isso sem contar os casos de estupro e ameaça, tornando esse ambiente bastante tóxico para mulheres. Em vez de reforçar isso, uma escola que forma atores e atrizes deveria ter mais responsabilidade com as mensagens que transmite.