CINEMA

Figurinista do filme 'Pantera Negra' fala sobre as inspirações africanas

Author
Figurinista do filme 'Pantera Negra' fala sobre as inspirações africanas

Imagem: Divulgação

O filme "Pantera Negra" mal chegou e já rompeu um monte de barreiras. É o primeiro longa da Marvel protagonizado por um herói negro, é o filme que mais tem mulheres em papéis significativos entre todos os filmes de heróis, e elas são negras, e é, de longe, o filme mais esteticamente bonito do estúdio. Os cenários, a fotografia, os efeitos especiais, o elenco, e principalmente os figurinos, são de cair o queixo. Ruth Carter, a designer e figurinista que a Marvel contratou para o filme, falou um pouco sobre suas inspirações ao site Racked.

"O maior erro de concepção sobre a África é que a maioria das pessoas pensa na África como uma coisa só. Mas se você está no leste da África, no oeste, no norte ou no sul, são regiões muito diferentes", disse a figurinista, que contou com um time de mais de 100 pessoas, incluindo artistas e historiadores, para se certificar de fariam justiça à cultura africana. "Nos quadrinhos, as Dora Milaj (guerreiras que protegem Wakanda) estão sempre usando vermelho, então nos inspiramos na tribo Turkana, que usa lindas cores primárias como o vermelho, além da tribo Himba, que faz uma mistura de argila vermelha sobre o corpo para se protegerem contra o sol, ficando com cores magníficas".

Figurinista do filme 'Pantera Negra' fala sobre as inspirações africanas

As Dora Milaj no filme (acima) e a tribo Turkana, maior fonte inspiradora

Os anéis de pescoço, usados pelas Dora Milaj, foram inspirados pela tribo Ndebele, originária do sul da África. "Nós tivemos que moldá-los com borracha, porque originalmente eram muito pesados. O que você vê no filme é na verdade bem macio, e é pintado pelos artistas pra parecer metal", disse Ruth. Já a personagem Nakia, interpretada por Lupita Nyong'o, teve inspiração na tribo Suri. "Se você já viu livros com fotos daquelas crianças lindas, com o rosto pintado e com flores no cabelo, essa é a tribo Suri, e Nakia é parte dessa nação".

As roupas verdes de Nakia não estavam funcionando bem sobre o fundo verde do chroma key, então eles tiveram que ser criativos. "Quando Lupita estava trabalhando eles usavam fundo azul", comentou Ruth. Já para Angela Bassett, que interpreta a rainha Ramonda, Ruth escolheu misturar um pouco de tradição com tecnologia. "Pequei o chapéu tradicional que as mulheres casadas nas tribos Zulus usam e fizemos uma versão em uma impressora 3D".

Ruth se inspirou no Afrofuturismo, um movimento socio-cultural e político que tem trazido um ponto de vista revolucionário, otimista e representativo para o povo negro dentro da cultura pop. "Afrofuturismo é pegar ficção científica e misturar com a cultura africana, com um twist afrocêntrico. Essas experiências nos ajudaram a pegar a cultura, e misturar com formas modernas, e adicionar alguns elementos futuristas, pra poder construir a fantasia".

Para o uniforme do Pantera Negra, Ruth deu um jeito de usar um elemento que une todo o continente culturalmente. "Triângulo, em todo o continente africano, é uma geometria sagrada. Eu chamo de estampa do Okavango", disse a figurinista, que se inspirou no rio Okavango, em Botsuana, que tem o maior delta hidrográfico do mundo, no formato triangular. "Eu coloquei essa estampa em todo o uniforme, para que ele não seja apenas um super-herói, mas sim um rei africano".

Figurinista do filme 'Pantera Negra' fala sobre as inspirações africanas