MULHERES

Seis marcas que passaram muita vergonha nesse 8 de Março

Author
Seis marcas que passaram muita vergonha nesse 8 de Março
Tem que ter muita paciência!

O Dia Internacional da Mulher já vem sendo esvaziado de significado há décadas, e recentemente, com a onda de empoderamento feminino que tomou as redes sociais, algumas empresas enxergam a data como uma boa oportunidade de lucrar com o feminismo. Isso já é bastante questionável, mas se juntarmos ganância com machismo e falta de bom senso, o resultado é um show de horrores. Em 2018 não foi diferente, e aqui estão algumas das marcas que mereciam passar o resto do ano no cantinho da vergonha. E olha que foi difícil escolher, porque o show de horrores foi interminável!

1 - Zorba

Seis marcas que passaram muita vergonha nesse 8 de Março
Esta homenagem só é válida se seguida de um ato sexual

Algumas marcas vendem produtos que NADA têm a ver com empoderamento feminino ou mesmo com mulheres no geral. Então seria de se pensar que essas marcar deixariam o Dia da Mulher em paz, certo? Errado. A Zorba, que vende cuecas, decidiu passar vergonha veiculando anúncios em jornais com os dizeres "Hoje o dia é delas, capriche na cueca". Para começar, fazer uma campanha que tem como objetivo "homenagear" mulheres, mas que é direcionada a homens, é de uma falta de noção ridícula. Além disso, a tal "homenagem" é totalmente condicionada ao sexo. Haja paciência, hein?

2 - Associação Atlética Luziânia

Seis marcas que passaram muita vergonha nesse 8 de Março
Só pode acompanhada!

Um clube de futebol da cidade de Luziânia, em Goiás, decidiu que mulheres poderiam ir assistir ao jogo de graça no Dia da Mulher. Mas APENAS se estiverem acompanhadas (de marido e namorado). Porque aparentemente estamos em 1920 e moças direitas não andam por aí sem seus respectivos "donos", não é mesmo?

3 - FIY Store

Seis marcas que passaram muita vergonha nesse 8 de Março
Tem como ser mais estereotipado?

A loja FYI reduziu TANTO o Dia Da Mulher que ele virou uma piada dos anos 50. Sabe aquela piada hilária de que toda mulher ama compras e nunca se controla com um cartão na mão? Pois é. Além disso, eles decidiram dar um "gift" que tem tudo a ver com esse dia: uma bijuteria. Mas só para as mulheres que fizerem uma compra de mais de R$ 400 reais.

4 - Foxton

Seis marcas que passaram muita vergonha nesse 8 de Março
Dia de quem?

E mais uma marca que perdeu uma bela oportunidade de não se manifestar foi a loja de roupas masculinas Foxton, que meio que não entendeu nada e transformou o Dia da Mulher no Dia do Homem. A homenagem foi ao lado "feminino" do "homem masculino".

5 - Governo do Paraná

Seis marcas que passaram muita vergonha nesse 8 de Março
Além de tosco, ficou um tanto assustador esse olhão vermelho esquisito

Ninguém entendeu nada em Curitiba quando alguns faróis do centro da cidade apareceram com cílios postiços no dia 8, e a Secretaria Estadual da Família e Desenvolvimento Social teve que explicar que a iniciativa faz parte das homenagens ao Dia Internacional da Mulher. Aparentemente o objetivo seria chamar a atenção para o "olhar feminino", o que quer que isso signifique. Ou seja, eles reduziram o "ponto de vista" das mulheres a futilidades e aparências. É claro que a ação virou piada nas redes sociais.

6 - McDonald's

Seis marcas que passaram muita vergonha nesse 8 de Março
Parece piada, mas foi real/oficial

A maior rede de fast food do mundo foi provavelmente quem mais passou vergonha ontem. A marca achou que seria uma ótima ideia botar só mulheres para cozinharem e servirem comida no Dia Internacional da Mulher, e ainda deixaram subentendido que os homens ganharam folga. E apesar de explicarem em um comunicado à imprensa que não era bem assim, e que os homens foram apenas "realocados" e iriam continuar trabalhando, não foi isso que a campanha passou. O mais intrigante é tentar entender qual a motivação por trás da ação, que segundo eles foi "mal entendida por alguns clientes". Será que eles queriam provar que mulheres são capazes de cozinhar e servir comida e gerenciar uma lanchonete? Em 2018? A gente já sabe disso, McDonald's! E não tem nada de empoderador em ficar cheirando a óleo e servindo cliente mal educado.

E quem quiser passar ainda mais raiva com dezenas de exemplos de machismos do Dia Internacional da Mulher, vale conferir a página 8 de Março da Depressão, no Facebook!