GEEK

Bilheteria de Liga da Justiça indica prejuízo milionário e arrisca continuações

Author
Bilheteria de Liga da Justiça indica prejuízo milionário e arrisca continuações

Imagem: Divulgação

Apesar da enorme expectativa, 'Liga da Justiça' está indo muito mal nas bilheterias e, segundo a revista Forbes, teve a pior perfomance dentro do Universo Estendido DC nos cinemas. Com custos de produção chegando a 600 milhões de dólares, incluindo as caras refilmagens de Joss Whedon e os investimentos em marketing, o tímido faturamento na estreia projeta um amargo retorno negativo de 12%, fazendo com que o filme nem chegue a se pagar.

Mesmo ainda em cartaz, e com uma bilheteria razoável em alguns territórios, como o Brasil, 'Liga da Justiça' teve um péssimo retorno doméstico (nos Estados Unidos e no Canadá), que é o que realmente importa para os investidores. Para um blockbuster dessas dimensões, o faturamento de US$93 milhões na semana de estreia é um enorme fracasso, já que os três primeiros dias no cinema significam 1/3 do que o filme deve render no total

E a culpa não foi das críticas negativas, já que 'Batman VS. Superman - A Origem da Justiça', que foi muito mais surrado pela imprensa do que o filme da Liga, faturou US$166 Milhões em seu primeiro fim de semana. Assim como 'Esquadrão Suicida', com US$ 133 milhões. E também não se pode dizer que faltou marketing para o longa, já que ele está em todos os lugares, de propaganda de Itubaína até lâmina de barbear (o que é extremamente irônico levando em conta o bigode apagado com CGI do Superman). 

Então por que 'Liga da Justiça', um filme com os personagens mais icônicos da história, não está dando certo? Ainda é muito cedo para saber ao certo, já que muitos dos problemas estruturais do longa já ocorreram em outras produções de sucesso. Mas é bem possível que a má qualidade do filme, em geral, que sofre de falta de profundidade, ausência de arcos narrativos cativantes e um sério problema de tom, tenha finalmente alienado a audiência. 

Mas o que mais preocupa não é realmente qual é o problema com o filme, mas o que os estúdios vão dizer que é o problema. Produtores de Hollywood têm uma mania irritante de colocar a responsabilidade pelos seus fracassos em circunstâncias externas, o que pode mudar completamente os rumos da indústria. 

Quando 'A Ilha da Garganta Cortada' flopou em 1995, os executivos nem cogitaram a possibilidade do fracasso ser devido ao fato do filme ser ruim, e simplesmente inventaram que as pessoas não gostam de filmes de piratas. Depois disso, diversos filmes com o mesmo tema foram cortados, e 'Piratas do Caribe' quase não foi produzido em 2003. O mesmo aconteceu com 'Mulher Gato' (2004) e 'Elektra' (2005), cujos fracassos foram atribuídos às protagonistas femininas, o que fez com que nenhum grande filme de super-heroínas fosse produzido até 'Mulher Maravilha' (2017). 

E o próprio sucesso de 'Mulher Maravilha', que conquistou público e crítica e continua superando marcos de faturamento, deveria ser um sinal de que a DC precisa rever os rumos da franquia nas telonas. É hora de analisar o que funcionou e o que não funcionou nos longas, repensar os roteiros, a direção e o tom. Antes que isso prejudique o futuro dos heróis mais conhecidos do mundo.