ARTES

Brincos do Faustão são a mais nova tendência da moda (ou quase isso)

Author
Brincos do Faustão são a mais nova tendência da moda (ou quase isso)

(Imagem: Reprodução/Facebook de Suzane Jardim)

As redes sociais foram surpreendidas hoje com o nascimento de um novo ícone fashion. A historiadora Suzane Jardim virou febre com sua ideia avant-garde/pop art de colocar o rosto de apresentadores de TV, como Faustão e Gilberto Barros, em itens de bijuteria. "Ontem foi um dia de trabalho árduo em torno do sonho de poder construir meus próprios brincos do Gilberto Barros. Foram horas de suor e esforço criativo que resultaram em uma coleção belíssima de artefatos que por certo irão revolucionar o modo moderno de entender o artesanato e as bijuteria barata", escreveu ela em uma publicação do Facebook, que já contava com mais de 7 mil likes e 3 mil compartilhamentos em apenas algumas horas.

Brincos do Faustão são a mais nova tendência da moda (ou quase isso)

E o projeto artístico de Suzane não parou por aí. "Ainda temos boas imagens do Beiçola, Eri Johnson, Nair Bello, Palmirinha e muitos outros ícones. Conforme os próximos trabalhos forem sendo terminados, iremos atualizar esse belíssimo álbum para que possam apreciar", escreveu a artista, que faz questão de posar com suas criações: "Também trago aqui fotos minhas usando um batom vermelho sensual para provar que é possível que Faustão e charme convivam em um só mundo - que Raul Gil de boné e sensualidade podem sim ser sinônimos - que um sorriso fraterno do Gilberto Barros agrega imenso valor a beleza da mulher moderna". 

Brincos do Faustão são a mais nova tendência da moda (ou quase isso)

E não são só os dois apresentadores os homenageados, outros ícones da cultura brasileira, principalmente dos anos 1990 e 2000, também aparecem, como Jorge Lafond, Elke Maravilha, Mãe Dinah, Walter Mercado e Raul Gil. É simplesmente uma gênia!

Brincos do Faustão são a mais nova tendência da moda (ou quase isso)

Mas se você, como nós, ficou morrendo de vontade de comprar essas artes/bijus icônicas, temos mais notícias. "Não é pra vender não. Eu fiz pra mim mesma porque eu tava muito triste. Tem gente que transforma tristeza em literatura ou em música - eu transformo em brinco de tweet do Compadre Washington", escreveu Suzane, que deixou um aviso: "Se todo mundo começar a vender e usar brinco do Faustão ou do Gilberto Barros por aí cês lembrem que eu fui a pioneira". 

Fica aqui nosso protesto: #QueremosUmBrincoDoFaustão