YOUTUBE

Cantor do meme 'Tunak Tunak Tun' é condenado por tráfico humano

Author
Cantor do meme 'Tunak Tunak Tun' é condenado por tráfico humano
Quem nunca viu o vídeo do Tunak Tunak?

Praticamente todo mundo que usava a internet durante os anos 2000 conhece o vídeo da música "Tunak Tunak Tun". Com efeitos especiais duvidosos, uma performance hilária e uma música grudenta, o cantor Daler Mehndi, estrela do vídeo, se tornou meme no mundo inteiro, inclusive no Brasil. Mas a figura bonachona do artista esconde um escândalo. Mehndi foi condenado a dois anos de prisão por tráfico humano, e foi preso na última quinta (15) na Índia. Depois de pagar uma fiança, seus advogados conseguiram que ele respondesse em liberdade.

Mehndi, junto com seis colegas, foi acusado em 2003 de dar golpes em pessoas, cobrando altas quantias de dinheiro em troca de promessas falsas de levá-las para países ocidentais. Entre 1998 e 1999, acredita-se que o cantou levou pelo menos 10 imigrantes, disfarçados de dançarinos, para os Estados Unidos. Depois que a polícia registrou o caso contra ele, mais 35 pessoas o acusaram de fraude. Mehndi ainda pode apelar em corte da acusação

"Tunak Tunak Tun" é o seu maior sucesso. No estilo bhangra pop, surgido na Índia, o hit foi lançado em 1998 em álbum com o mesmo nome. A canção virou um fenômeno na internet por causa sonoridade chiclete, do videoclipe cheio de efeitos especiais toscos, e principalmente pela extravagante dança de Mehndi. O clipe, que tem mais de 85 milhões de visualizações apenas no perfil oficial, inspirou muitas paródias online, entre elas o viral "Tônico com Guaraná".